MENU

29/04/2021 às 13h57min - Atualizada em 29/04/2021 às 13h57min

Ontário propondo licença médica remunerada para trabalhadores de até $200 por dia, por até 3 dias

Governo quer desencorajar trabalhadores de irem aos respectivos locais de trabalho enquanto estiverem doentes durante a pandemia da Covid-19

Redação North News
com informações do Daily Hive e Governo de Ontário
O ministro do Trabalho de Ontário, Monte McNaughton (Foto: Chris Young/The Canadian Press)
 
O governo de Ontário anunciou planos para financiar temporariamente três dias de doença remunerada para desencorajar trabalhadores de irem aos respectivos locais de trabalho enquanto estiverem doentes durante a pandemia da Covid-19.

Nessa quarta-feira, os ministros do Trabalho, Monte McNaughton (foto), e das Finanças, Peter Bethlenfalvy, anunciaram o novo programa proposto. “Isso é uma virada de jogo e vai salvar vidas”, 
disse McNaughton.

O pagamento dos três dias de licença médica será administrado pelo Conselho de Segurança e Seguro no Trabalho de Ontário, mas o financiamento para eles virá inteiramente do governo provincial. Os empregadores podem ser reembolsados ​​em até $200 por funcionário por dia.

Os três dias de licença médica remunerados estão incluídos no Covid-19 Putting Workers First Act, um projeto de lei que precisará ser aprovado no legislativo.

O governo de Ontário criou um site onde as informações sobre o programa estão disponíveis e onde também vai atualizar o status sobre sua aprovação.


Para McNaughton, trata-se do programa de dias de doença remunerados mais generoso do Canadá, fornecendo mais do que os dois dias de doença obrigatórios atualmente disponíveis em Quebec e um na Ilha do Príncipe Eduardo.

Os ontarianos podem reivindicar retroativamente os dias de doença desde 19 de abril de 2021. O programa irá expirar em 25 de setembro de 2021. Nenhum atestado médico é necessário para acessar os dias.

A licença remunerada poderá ser usada ​​se um trabalhador está indo para um teste Covid-19, ficando em casa esperando os resultados do teste, doente com Covid-19, sendo vacinado, experimentando um efeito colateral da vacinação Covid-19, isolando-se por conselho de um empregador ou autoridade de saúde, ou cuidando de uma criança ou parente dependente que está doente com Covid-19, apresentando sintomas de Covid-19 ou auto-isolamento.

O governo da Ford também ofereceu aumentar o CRSB para $1.000 por semana para os habitantes de Ontário além dos novos dias de licença médica. A proposta, no entanto, precisa ser aprovada pelo governo do Canadá, aguarda a província para estabelecer um programa de licença médica remunerada que distribui dinheiro diretamente pelos empregadores.

O governo do primeiro-ministro Doug Ford resistiu a trazer licenças pagas por doença durante meses. Até recentemente, Ford disse que os trabalhadores doentes deveriam ter acesso ao Benefício Federal de Recuperação por Doença do Canadá (CRSB), que paga $450 por semana se os funcionários precisarem ficar em casa por sintomas de Covid-19.

Ford, no entanto, pareceu mudar sua postura em relação à licença médica no início deste mês, quando foi forçado a se isolar após entrar em contato com um funcionário que tinha Covid-19.

“Eu experimentei uma exposição no local de trabalho de um membro da minha equipe. Consigo me isolar e continuar trabalhando. Mas para muitas pessoas agora, esse não é o caso”, 
afirmou Ford na época  Ele permanece isolado em Toronto.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
4.7%
7.6%