MENU

04/05/2021 às 14h34min - Atualizada em 04/05/2021 às 14h34min

Opção de ensino remoto é oferecida em Ontário para este ano letivo

Estão previstos $ 2 bilhões em novos apoios para educação

Redação North News
A opção de ensino remoto é oferecida em Ontário pelo segundo ano seguido na província. As família que quiserem manter as crianças em casa podem fazer isso novamente no ano letivo 2021-22. 

"O que ouvimos na consulta, com absoluta clareza, é que os pais querem essa escolha para setembro, porque não temos certeza de onde essa pandemia nos levará", disse o ministro da educação de Ontário, Stephen Lecce, em uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (4).

"Estamos garantindo que cada conselho em Ontário fornecerá essa escolha, uma experiência de aprendizado virtual, e pedimos a eles que dessem tempo aos pais para fazerem essa escolha."

Além disso, o ministro também comunicou que a província terá $ 2 bilhões em novos apoios direcionados a educação, dos quais $ 80 milhões serão dedicados a saúde mental dos alunos durante o ano letivo. O valor será utilizado para contratar mais profissionais de saúde mental, treinar professores em questões de saúde mental e colaborar com profissionais de saúde mental da comunidade para alunos que precisam de mais apoio.

Estão previstos $ 85,5 milhões para o apoio da “recuperação e renovação da aprendizagem”, abalada pelas interrupções causadas pela pandemia da covid-19. “Esta pandemia tem sido difícil para as crianças”, disse o ministro, “[com impacto em] sua saúde mental e impactos adversos nas habilidades de leitura e matemática”.

Outros investimentos previstos:

$ 20 milhões aos conselhos escolares para chegar aos alunos que “se desligaram da aprendizagem”
$ 450 milhões para equipamentos de proteção individual e suprimentos essenciais
$ 86 milhões para enfermeiras de saúde pública e testes assintomáticos
$ 65 milhões para transporte
$ 15 milhões para tecnologia
$ 507,9 milhões fundos de reservas

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%