MENU

10/10/2020 às 07h00min - Atualizada em 10/10/2020 às 07h00min

CANADÁ: emprego aumenta 2,1% em setembro; imigrantes recentes com menos chance de trabalho

Segundo o Statistics Canada, imigrantes recentes são aqueles que estão no Canadá há cinco anos ou menos

Júnior Mendonça
Foto: Justin Tang/The Canadian Press
 
O crescimento do emprego no Canadá acelerou em setembro, com a economia criando 378.000 novos postos de trabalho. Foi um aumento de 2,1% em relação aos 246.000 criados em agosto.

Assim, o país eleva o emprego geral para cerca de 720.000 postos, próximo dos níveis pré-pandêmicos, reduzindo a taxa de desemprego para 9,0%.

“Taxa de desemprego recuou pelo quarto mês consecutivo em setembro”, explicou o Statistics Canada em sua Pesquisa da Força de Trabalho, divulgada nessa sexta-feira (9).

Ainda assim, havia 1,8 milhão de desempregados em setembro no Canadá, com cerca de 1,5 milhão deles procurando trabalho.

O número de desempregados, no entanto, poderia ser maior, segundo o Statistics Canada, se fossem incluídas ao calculo pessoas que queriam um emprego, mas não procuraram. Nessa conta, o saldo de desemprego em setembro seria de 11,9%.

SUBUTILIZAÇÃO A taxa de subutilização da mão de obra atingiu o pico de 36,1% em abril e tem apresentado tendência de queda desde então. Em setembro, a taxa caiu para 18,3%, ante a 20,3% em agosto, ainda bem acima dos níveis pré-pandêmicos (11,2% em fevereiro).

“A subutilização da mão-de-obra ocorre quando as pessoas que potencialmente poderiam trabalhar não estão trabalhando ou quando as pessoas poderiam trabalhar mais horas do que atualmente”.

IMIGRANTES A Pesquisa da Força de Trabalho mostra que a taxa de emprego de imigrantes que desembarcaram no Canadá há mais de cinco anos aumentou 1,7%, para 57,8% em setembro. “Em comparação, a taxa de emprego para pessoas nascidas no Canadá aumentou 0,5 pontos percentuais para 60,0%”.

Segundo o Statistics Canada, os imigrantes que desembarcaram no Canadá há mais de cinco anos têm mais probabilidade do que os imigrantes recentes de ocupar postos de trabalho onde o emprego foi relativamente menos afetado pela pandemia da Covid-19.

Isso inclui “assistência médica e assistência social; administração pública; e finanças, seguros, imóveis, aluguel e leasing”.

RECENTES Já a taxa de emprego dos imigrantes muito recentes, aqueles que estão no Canadá há cinco anos ou menos, pouco mudou em setembro, para 63,6%.

O Statistics Canada explica que as tendências dos indicadores do mercado de trabalho para imigrantes recentes devem ser entendidas no contexto de uma população em declínio resultante das restrições impostas à migração internacional.

Recuperação do emprego desigual entre as regiões

Conforme a pesquisa, o emprego aumentou em todas as províncias, exceto New Brunswick e Prince Edward Island em setembro, com os maiores ganhos em Ontário e Quebec.

Em Ontário foram criados 168.000 novos postos de trabalho em setembro, aumento de 2,4%, superior ao aumento do país. Na província a taxa de desemprego caiu 1,1 ponto percentual, para 9,5%. “É a quarta queda mensal consecutiva”. Dos 168 mil postos criados em Ontário, 114.000 deles foram criados na área metropolitana de Toronto.

Já em Quebec, o emprego aumentou em 77.000 postos de trabalho, aumento de 1,8%. A taxa de desemprego em Quebec caiu 1,3 pontos percentuais, para 7,4%, a quinta queda mensal consecutiva. Na região de Montreal o emprego cresceu 57.000 (2,7%) em setembro.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%