MENU

12/06/2021 às 11h10min - Atualizada em 12/06/2021 às 11h10min

Canadá se junta a G7 para doar vacinas a países de baixa renda

Ato visa acelerar vacinação no mundo todo em prol do fim da pandemia antes do previsto

Redação North News
City News
AP Photo/Jae C. Hong

OTTAWA - O Canadá se juntará a outras nações do G7 na doação de vacinas para países de baixa renda, com uma fonte confirmando até 100 milhões de doses.

 

Isso não afetará o fornecimento doméstico e o número inclui doações já feitas à COVAX, uma aliança global de compartilhamento de vacinas.

 

Ainda não há prazo para as outras doses serem doadas. No entanto, a fonte confirma que virão de compras adicionais ou de doses excessivas.

 

A contribuição do Canadá será igual à do Reino Unido e da União Européia, mas menor que a dos Estados Unidos.

 

O secretário de Relações Exteriores britânico, Dominic Raab, disse que as doações de vacinas precisam ser aumentadas para pôr fim à pandemia.

 

“Se seguirmos a trajetória atual, o mundo estará vacinado até o final de 2024. O que estamos fazendo é nos unir aos EUA e aos outros membros do G7 que dão o exemplo”, disse Raab.

 

O G7 como um todo está procurando doar 1 bilhão, e o presidente Joe Biden anunciou na quinta-feira que os EUA estavam prometendo doar 500 milhões de doses.

 

“Vamos ajudar a tirar o mundo desta pandemia, trabalhando ao lado de nossos parceiros globais”, disse ele.

 

A pressão tem aumentado sobre o Canadá para doar doses para a iniciativa global de vacinas. No início de junho, o governo dobrou seu compromisso financeiro para US $ 440 milhões para ajudar a COVAX a comprar vacinas diretamente dos fabricantes.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.4%
5.2%
8.4%