MENU

30/12/2020 às 09h30min - Atualizada em 30/12/2020 às 09h30min

Após 'bronca' de Doug Ford, ministro encurta ‘férias’ fora do Canadá

Primeiro-ministro: ‘decisão [do ministro] é completamente inaceitável’

Júnior Mendonça
Foto: Reprodução/@RodPhillips01/Twitter
 
Rod Phillips, o Ministro das Finanças de Ontário, deve retornar ao Canadá ‘imediatamente’ após ser duramente criticado por tirar férias em plena segunda onda, e muito mais grave, da pandemia Covid-19.

Após investigação e pressão da mídia, o ministro divulgou um comunicado, nessa terça-feira, revelando que ele e sua esposa partiram no dia 13 de dezembro em uma “viagem pessoal previamente planejada para fora do país”.

Phillips, que assumiu ter viajado para a ilha de St. Barts (São Bartolomeu, em português), no Caribe, tentou justificar o injustificável.

“Se eu tivesse sabido da eventual paralisação em toda a província em 26 de dezembro, teríamos cancelado a viagem”, disse.

A partir do último dia 26 toda Ontário entrou em lockdown para conter a disseminação do vírus, que agora tem uma variante, que seria mais contagiosa, circulando pela província.

“Lamento profundamente ter viajado nas férias. Foi um erro e peço desculpas”, afirmou Phillips, completando que começará uma quarentena de 14 dias assim que voltar a Ontário.

Restrições federais a viagens exigem que qualquer pessoa que viaje para o Canadá inicie quarentena por duas semanas assim que chegar. Além disso, o governo federal desaconselha viagens não essenciais ao exterior desde março.

INACEITÁVEL Após saber da viagem pela imprensa, o primeiro-ministro Doug Ford disse que estava “extremamente decepcionado com o ministro Phillips”.

“Eu deixei o ministro saber que sua decisão de viajar é completamente inaceitável e que não será tolerada novamente – por ele ou qualquer membro de nosso gabinete. Também disse ao ministro que preciso dele de volta ao país imediatamente”, afirmou Ford.

Ao Global News o escritório do primeiro-ministro afirmou que Ford “não tinha conhecimento da viagem do ministro” e que ficou “sabendo da viagem depois que o ministro já estava fora do país”.

IRONIA? Na véspera de Natal, Phillips publicou uma mensagem em seu perfil no Twitter, falando sobre muitas pessoas fazendo sacrifícios durante a temporada de férias.

“Como todos nós fazemos sacrifícios neste #Natal, lembre-se de que alguns de nossos concidadãos nem estarão em casa para o jantar de Natal no Zoom. Milhares de heróis da linha de frente estarão trabalhando, cuidando de nós. Quem é o herói especial da sua vida a quem você gostaria de agradecer?”, twittou o ministro.

TRAIDOR Obviamente Rod Phillips não é um desses heróis. A mensagem rapidamente recebeu respostas à altura da atitude egoísta do ministro.

“Pela primeira vez na vida, não passei o Natal com minha família por causa da pandemia. Meu pai tem 79 anos e não sei quantos Natais ele ainda tem. Descobrir que você viajou é uma traição a todos os Ontariens que fizeram sacrifícios para nos manter seguros”, disse uma seguidora de Phillips.

 “Enquanto os ontarianos estão sendo despejados, perdendo seus empregos, ficando longe da família e amigos. Você nos enganou e mentiu abertamente”, afirmou outra.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.1%
4.3%
8.6%