MENU

25/06/2021 às 14h48min - Atualizada em 25/06/2021 às 14h48min

O Canadá estendeu a proibição de voos com a Índia e tem novas regras para viajantes do Paquistão

Aqui está o que você precisa saber sobre viagens internacionais para esses dois países

Redação North News - Amanda Rodrigues Leal
Narcity
ComparaOnline Brasil

Na segunda-feira, 21 de junho, o Canadá anunciou várias atualizações nas medidas do COVID-19 relacionadas a viagens internacionais. Durante a atualização, o Ministro Omar Alghabra anunciou a extensão da proibição de voos do Canadá para a Índia.

 

Alghabra disse que a proibição de voos entre a Índia e o Canadá foi prorrogada por 30 dias e agora estará em vigor até 21 de julho.

 

"Isso significa que voos diretos, comerciais e particulares de passageiros da Índia continuarão sem permissão para chegar ao Canadá. Os passageiros que partem da Índia com destino ao Canadá por uma rota indireta ainda devem obter um resultado de teste do COVID-19 válido de um terceiro país antes de embarcar em um vôo para o Canadá ", explicou.

 

O responsável também informou que a proibição de voos entre Canadá e Paquistão não será prorrogada. Com a retomada dos voos, "os passageiros aéreos do Paquistão serão obrigados a obter um teste molecular de COVID-19 no Paquistão para embarcar em um voo para o Canadá", disse Alghabra.

 

O INÍCIO DA PROIBIÇÃO DE VOOS

 

Os voos diretos da Índia e do Paquistão para o Canadá foram originalmente proibidos em 22 de abril de 2021. Essa medida foi implementada devido a uma variante preocupante do COVID-19, a variante B.1.617, que estava sendo chamada de "variante de interesse" em na época.

 

A proibição de voos originalmente foi fixada por 30 dias e, até hoje, foi prorrogada três vezes para a Índia e duas vezes para o Paquistão. Enquanto as medidas entre Canadá e Paquistão foram relaxadas, a proibição entre Canada e Índia foi estendida.

 

A proibição diz respeito especificamente a voos diretos de passageiros. No caso de voos indiretos, os passageiros que partem da Índia em rotas indiretas precisam obter um teste de COVID-19 negativo antes de sair em seu local de partida final.

 

Durante o anúncio de hoje, o ministro observou que as medidas de fronteira continuarão a ser ajustadas conforme necessário "para manter os canadenses seguros e a economia funcionando".


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.5%
5.1%
8.3%