MENU

18/07/2021 às 09h35min - Atualizada em 18/07/2021 às 09h35min

Líder da Associação de Liberdades Civis de B.C. renuncia após polêmica postagem nas redes sociais

A postagem sobre os incêndios nas igrejas católicas dividiu opiniões

Redação North News
CTV News
THE CANADIAN PRESS/Jonathan Hayward

VANCOUVER - A diretora executiva da Associação de Liberdades Civis de B.C. renunciou após uma postagem polêmica nas redes sociais

 

Harsha Walia foi criticada por um tweet sobre o incêndio de duas igrejas católicas romanas após a descoberta do que se acredita serem túmulos não identificados em um antigo colégio residencial em Kamloops, no qual ela acrescentou: “Queime tudo”.

 

Os grupos indígenas estavam entre aqueles que criticaram Walia por encorajar a violência enquanto outros, incluindo a União de Chefes Indígenas de B.C., defenderam seu posicionamento.

 

O conselho da associação de liberdades civis afirma em um comunicado que Walia trabalhou para fortalecer as posições políticas do grupo, especialmente sobre policiamento, autodeterminação indígena e imigração.

 

O comunicado ainda diz que Walia demonstrou um profundo compromisso com as liberdades civis e os direitos humanos e promoveu o trabalho da associação sobre igualdade, diversidade e inclusão.

 

Walia pediu recentemente à província que divulgasse detalhes sobre o escopo dos poderes de policiamento envolvendo as restrições de viagens do COVID-19 dentro de B.C., dizendo que potenciais questões de privacidade estavam em jogo para os motoristas que poderiam ser parados e questionados.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.4%
5.2%
8.4%