MENU

09/08/2021 às 18h36min - Atualizada em 09/08/2021 às 18h36min

Funcionários da saúde de B.C. reduzem o tempo de espera entre a 1ª e a 2ª dose de vacinas de COVID-19

Essa redução no período entre as doses só é recomendável para quem vive onde há picos de infecção

Redação North News
CTV News
THE CANADIAN PRESS/Chad Hipolito

VANCOUVER - As autoridades de saúde estão reduzindo o tempo entre a primeira e a segunda dose da vacina para os moradores de B.C.

 

O anúncio foi feito nesta segunda-feira (09) em uma atualização da vacina da oficial de saúde da província, Dra. Bonnie Henry e do ministro da Saúde, Adrian Dix.

 

A mudança significa que as pessoas serão convidadas a receber a segunda dose 28 dias após a primeira dose, em vez de 49 dias.

 

Henry disse que a mudança vem na esperança de conter vários focos de surtos de COVID-19, particularmente na indústria de restaurantes e hospitalidade no Interior e entre os jovens.

 

“Estamos enfrentando alguns surtos na comunidade, particularmente no centro de Okanagan, e taxas crescentes de casos do vírus, especialmente em bolsões onde não temos pessoas vacinadas”, disse Henry.

 

“Fizemos essa mudança para ajudar a proteger as pessoas que vivem em regiões com surtos”, acrescentou Henry.

 

“Estou recomendando fortemente que as pessoas que vivem em áreas com surtos reservem suas vacinas o mais cedo possível”, ela alerta.

 

No entanto, para aqueles que não estão trabalhando em indústrias de alto risco ou vivendo em zonas de alta transmissão, Henry recomenda esperar 49 dias para receber uma segunda dose porque os estudos sugerem que a imunidade de longo prazo é maior quando você espera um pouco mais.

 

Na verdade, de um “ponto de vista imunológico puro”, o período de tempo ideal entre as vacinas para eficácia máxima é de cerca de seis meses, disse Henry, mas isso tem que ser ponderado com outros riscos.

 

“Sabemos que existe um equilíbrio entre as taxas de transmissão do vírus e a espera pela segunda dose. Portanto, provavelmente há uma vantagem se você puder esperar algo em torno de ... seis a dez semanas ”, disse ela.

 

“Mas temos que medir isso, para equilibrar com o risco de você pegar COVID-19 enquanto espera sua dose.”

 

E, para pessoas jovens e saudáveis, Henry disse que até agora não há indicação de que vão precisar de uma terceira dose - muitas vezes referida como um reforço - mais tarde, se receberem a segunda dose quatro semanas após a primeira. Os únicos grupos que até agora mostram uma possível necessidade de uma terceira dose são pessoas que estão tomando certos medicamentos, fazendo terapias médicas complexas ou que são transplantados.

 

Nos próximos dias, a província enviará convites para segundas doses a 170.000 pessoas.

 

82% dos residentes de B.C. com mais de 12 anos receberam uma dose e 70,3% estão totalmente vacinados.

 

“Você verá um declínio no número de pessoas parcialmente vacinadas”, disse Dix.

 

Dix também disse que qualquer pessoa que quiser uma primeira dose da vacina pode agora simplesmente ir a uma clínica de vacinas sem uma consulta marcada.

 

“De certa forma, todos os dias agora são ‘walk-in Wednesday''', afirmou Dix, referindo-se ao evento da semana passada que convidou as pessoas a entrarem em clínicas de vacinas locais sem marcar uma consulta.

 

A porcentagem de pessoas com menos de 50 anos que são vacinadas nas regiões Interior Health e Northern Health é menor do que aquelas na mesma faixa etária no Metro Vancouver, disse Dix.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.8%
7.7%