MENU

12/08/2021 às 11h16min - Atualizada em 12/08/2021 às 11h16min

Recém-nascido de B.C. é hospitalizado com COVID-19 em Kelowna

Ele já recebeu alta e continua o tratamento em casa

Redação North News
CTV News
CTV News

VANCOUVER - Uma criança no interior de B.C. foi hospitalizada durante a noite na segunda-feira, 09, com febre e outros sintomas, com teste positivo para COVID-19 no Hospital Geral de Kelowna.

 

CTV News falou com a mãe do bebê de 11 semanas depois que imagens de um bebê em uma cama de hospital, supostamente em Kelowna, começaram a circular nas redes sociais. Ela confirmou que a foto mostra seu filho depois de levá-lo às pressas ao hospital para avaliação.

 

A família, que não quer ser identificada publicamente, ficou preocupada quando o recém-nascido começou a ter febre e tosse no início desta semana.

 

“Ele ainda está com febre, tosse (e) dor de garganta e precisa ser medicado regularmente para controlar a dor, comer e controlar o aumento da febre”, disse sua mãe. “Voltamos para casa ontem (10) ao meio-dia, quando os médicos estavam confortáveis ​​com a produção de urina do bebê.”

 

Ela recebeu uma dose da vacina de COVID-19 e testou positivo para o vírus junto com seu filho mais novo. Ela diz que sua segunda dose foi marcada para o dia em que o bebê voltasse do hospital.

 

“Eu tive sintomas muito leves”, disse ela. "Eu nem sabia que estava doente."

 

A família acredita ter contraído o vírus em um pequeno casamento ao ar livre. Eles não foram contatados por rastreadores de contato e dizem que descobriram a exposição por conta própria.

 

“No interior houve duas crianças (no hospital), mas ambas receberam alta e não tivemos nenhuma criança do interior na UTI”, confirmou a oficial de saúde da província, Dra. Bonnie Henry, em uma entrevista coletiva na quarta-feira, 11.

 

“Como você sabe, a variante Delta é mais transmissível, estamos vendo transmissão em várias configurações.”


COVID-19 CIRCULANDO NA REGIÃO DE OKANAGAN

 

A região central de Okanagan viu o primeiro surto de infecções durante a quarta onda, onde a variante Delta agora é responsável por pelo menos 95% dos casos, mas os casos vêm crescendo em outras partes da província há vários dias.

 

Os médicos americanos já observaram um aumento no número de crianças hospitalizadas à medida que a variante Delta assola os Estados Unidos, com pediatras alertando que as crianças são mais suscetíveis a essa mutação do vírus.

 

Apesar disso, as autoridades de saúde de B.C. insistem que as infecções infantis são baixas nesta província e recentemente declararam que planejam seguir em frente com um ano letivo “o mais normal possível”, embora crianças menores de 12 anos não sejam elegíveis para as vacinas.

 

A mãe do recém-nascido espera que sua experiência incentive todos os residentes de B.C. elegíveis a se vacinarem para ajudar a evitar que os jovens demais para tomar a vacina fiquem doentes.

 

“(Estou) feliz que minha postagem e experiência influenciaram algumas mães que amamentam a serem vacinadas”, disse ela. “É por isso que compartilhei minha experiência com meus contatos sociais.”


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.8%
7.7%