MENU

13/08/2021 às 09h40min - Atualizada em 13/08/2021 às 09h40min

Jovem de 18 anos morto em suposto atropelamento é lembrado como 'amoroso e inteligente'

Ele morreu após uma colisão de sua moto com um carro, a pessoa fugiu sem prestar socorro

Redação North News
CP24
GoFundMe

A família e os amigos de um jovem de 18 anos morto em um suposto atropelamento na semana passada dizem que ele estava prestes a ir para a universidade e "tinha seu futuro pela frente".

 

Jacob Quinonez veio para o Canadá como refugiado da Colômbia aos seis anos de idade com sua mãe. Ele tinha acabado de se formar no ensino médio e planejava ir para a Universidade de York para estudar psicologia.

 

Por volta das 23h00 em 5 de agosto, Quinonez estava andando de motocicleta perto da Dufferin Street e da Ranee Avenue quando se envolveu em uma colisão com um Dodge Caravan preto no cruzamento. A motorista do Dodge Caravan fugiu do local, mas depois foi encontrada pela polícia.

 

Quinonez foi declarado morto no local.

 

“Ela simplesmente fugiu, e acho que isso é o que mais dói - saber que ela não se importava”, disse a prima de Quinonez, Karol Micolta De La Cruz, ao CTV News Toronto.

 

Quinonez foi mentor da Freedom School Toronto, uma iniciativa para jovens e pais que trabalha para combater o racismo anti-negro nas escolas e promover o amor próprio e um senso de comunidade. Uma campanha GoFundMe, lançada pela Freedom School Toronto para arrecadar dinheiro para a família, descreve Quinonez como alguém com uma personalidade “magnética”.

 

“Suas ideias, sua voz, a maneira como ele falava, a maneira como ele caminhava com integridade. Jacob era sábio além de sua idade e lutou mais em seus 18 anos do que muitos poderiam imaginar”, diz a página do GoFundMe. “Ele era amoroso e brilhante, sempre jogando com seu brilhantismo com estilo.”

 

Nauoda Robinson, diretora co-fundadora de justiça transformativa da Freedom School, disse ao CTV News Toronto na noite de quinta-feira, 12, que ela se pergunta se a motorista tivesse permanecido no local, se isso teria feito alguma diferença.

 

“Ele não merecia ser deixado sozinho. E se eles pudessem tê-lo salvo? Como nós vamos saber?"

 

Mais de $ 23.000 foram arrecadados por meio da página GoFundMe até agora.

 

Uma mulher de 28 anos identificada pela polícia como Kirsten Stevens foi presa em conexão com a colisão. Ela foi acusada de prejudicar a direção de um veículo causando morte, exceder os níveis de álcool no sangue causando morte, e deixando o local de um acidente que causou morte.

 

As acusações ainda não foram provadas em tribunal.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.8%
7.7%