MENU

12/01/2021 às 10h00min - Atualizada em 12/01/2021 às 10h00min

Canadá tem 1ª investigação criminal sobre morte por Covid-19

Família de vítima alega morte criminosa após contaminação em fábrica

Redação North News com informações do CTV News
Foto: Tom Ross/660 News e Arquivo de Família
 
Pela primeira vez, a Polícia do Canadá (RCMP, na sigla em inglês) está investigando a morte de uma pessoa por Covid-19 como sendo morte criminosa.

Investigadores analisam uma denúncia feita pela família de um trabalhador de uma fábrica do sul de Calgary que morreu depois de contrair Covid-19 no local de trabalho.

A vítima é Benito Quesada morreu em maio do ano passado.

Representantes da polícia disseram que a revisão vai olhar para as alegações em torno da morte de Quesada, que a família e o sindicato que representam os trabalhadores da Cargill acreditam ser de natureza criminosa.

Quesada testou positivo para o vírus em abril de 2020, antes de ser levado ao hospital, onde ficou em coma e colocado em um ventilador. O homem de 51 anos morreu no hospital em 7 de maio de 2020.

O sindicato que representa o trabalhador, o Local 401 da United Food and Commercial Workers (UFCW), afirma que a morte poderia ter sido evitada se a empresa tivesse ouvido as preocupações dos funcionários e do sindicato anteriormente.

“A família [está] corajosamente dando esse passo em um esforço para buscar justiça para Benito, pedindo à RCMP para investigar a possibilidade de negligência criminosa na morte de Benito”.

SURTO O surto na fábrica, localizada perto de High River, viu 951 funcionários testarem positivo para o vírus, representando quase metade do pessoal da instalação.

O sindicato diz ter pedido o desligamento da fábrica por duas semanas, após o vírus se espalhar rapidamente, mas suas ligações teriam ficado sem resposta por semanas.

A fábrica chegou a ser fechada por 14 dias a partir de 20 de abril de 2020, em uma tentativa de retardar a propagação do vírus.

Até o momento, houve menos de cinco mortes confirmadas relacionadas ao surto Covid-19 na fábrica.

Hiep Bui Nguyen, 67 anos de idade que trabalhava na fábrica, e Armando Sellegue, 71 anos, pai de um trabalhador que contraiu o vírus, morreram de COVID-19.

Além disso, o surto na instalação também foi conectado a centenas de outros casos confirmados em Calgary e na área de High River.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
4.7%
7.7%