MENU

19/08/2021 às 13h43min - Atualizada em 19/08/2021 às 13h43min

Os sindicatos de professores de Ontário apoiam a vacinação de COVID-19 obrigatória nas escolas

Presidente da OSSTF critica plano de volta às aulas divulgado pelo governo e cobra mudança de postura de Ford

Redação North News
680 News
educador360

Os quatro maiores sindicatos de professores de Ontário divulgaram uma declaração conjunta em apoio à vacinação de COVID-19 obrigatória nas escolas.

 

A Association des enseignantes et des enseignants franco-ontariens (AEFO), Elementary Teachers 'Federation of Ontario (ETFO), Ontario English Catholic Teachers' Association (OECTA) e Ontario Secondary School Teachers 'Federation (OSSTF) afirmam que todos que são elegíveis para a vacina e quem trabalha ou frequenta a escola deve ser vacinado.

 

O oficial médico chefe de saúde da província anunciou na terça-feira, 17, que os empregadores na área de saúde e educação precisariam ter políticas que pedissem aos funcionários que revelassem seu status de vacinação com comprovante de vacinação ou isenção médica documentada.

 

Aqueles não vacinados precisarão fazer uma sessão de educação sobre a vacina de COVID-19 e ser submetidos a testes regulares.

 

Os sindicatos, no entanto, dizem que esta política fica aquém do que é necessário para manter as escolas seguras, exigindo um mandato de vacina em toda a província, em vez de cada conselho escolar apresentar o seu próprio.

 

“O governo Ford não pode continuar a abdicar de suas responsabilidades baixando o planejamento de COVID-19 para os conselhos escolares no último minuto”, dizia o comunicado.

 

A presidente da OSSTF, Karen Littlewood, também criticou o governo por divulgar o plano faltando apenas três semanas para a reabertura das escolas.

 

“O plano não é horrível. Existem algumas lacunas e adoraríamos trabalhar com o governo no futuro para preencher essas lacunas e garantir às famílias de Ontário que as escolas são seguras”, disse Littlewood.

 

Eles também pediram medidas de segurança pública mais aprimoradas, incluindo um teste robusto e um sistema de rastreamento de contato.

 

A província divulgou seu plano de volta às aulas no início de agosto, exigindo que todos os alunos da 1ª à 12ª série usem máscaras em ambientes fechados e em veículos escolares, com “exceções razoáveis”.

 

O Ministério da Educação também anunciou um adicional de $ 25 milhões para a compra de 20.000 filtros HEPA para melhorar a qualidade do ar e a circulação nas escolas de Ontário.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%