MENU

23/08/2021 às 16h21min - Atualizada em 23/08/2021 às 16h21min

Memorial Komagata Maru em Vancouver é vandalizado

O memorial homenageia refugiados indianos que tentaram desembarcar em Vancouver em 1914

Redação North News
CTV News
CTV News

VANCOUVER - O memorial público de um navio cheio de refugiados que foram recusados no Canadá ​​foi desfigurado.

 

Jindi Singh, que estava visitando a Ilha de Vancouver, desceu ao memorial Komagata Maru no bairro de Coal Harbour em Vancouver no domingo, 22.

 

O tio-avô de Singh foi um dos quase 400 passageiros da província indiana de Punjab que estavam a bordo do navio que tentou atracar em Vancouver em maio de 1914.

 

“Isso obviamente tem um impacto pessoal para nós, para o Komagata Maru ser rejeitado, e a história relacionada a isso, e para vir aqui e ver todos os grafites, e desfigurar os nomes daqueles que estavam no navio foi bastante devastador ”, disse Singh.

 

O CTV News Vancouver visitou o memorial e encontrou tinta branca e marcas de mãos brancas cobrindo os grandes cartazes de metal com os nomes das pessoas que estavam no navio.

 

“À distância, não podíamos dizer se fazia parte do memorial”, disse Singh. “Então, à medida que nos aproximamos, vimos tinta no chão, marcas de mãos em todos os nomes, vimos algum tipo de simbolismo no canto ali, e percebemos que alguém tinha vindo e desfigurado, e esta não é a primeira vez que isso aconteceu.”

 

“Ver isso desfigurado assim é muito perturbador”, acrescentou.

 

O Komagata Maru foi rejeitado devido a políticas discriminatórias que limitaram os imigrantes da Ásia. Autoridades canadenses já se desculparam pelo incidente.

 

Em um comunicado atribuído à cidade de Vancouver no domingo, as autoridades disseram que estavam chateadas com o incidente e que uma equipe de remoção de graffiti estava a caminho.

 

“Ficamos tristes ao saber da destruição do memorial Komagata Maru. Embora não esteja claro qual foi a motivação, mostra desrespeito àqueles que viajaram e sofreram no navio e às suas famílias”, diz o comunicado.

 

O momento torna o vandalismo particularmente doloroso, disse Singh, enquanto trabalha com uma organização, a Khalsa Aid Canada, que atualmente apoia sikhs e hindus afegãos que estão tentando fugir do Afeganistão para o Canadá enquanto o Talibã ganha poder.

 

“Com os sikhs tentando sair, há paralelos semelhantes (com o Komagata Maru), é devastador ver esse tipo de comportamento (vandalismo) em cima disso”, disse ele.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.8%
7.7%