MENU

23/08/2021 às 16h34min - Atualizada em 23/08/2021 às 16h34min

Polêmico tweet liberal ganha destaque no início da segunda semana de campanha para as eleições federais

Twitter sinalizou o tweet como manipulado digitalmente

Redação North News
680 News
THE CANADIAN PRESS/Sean Kilpatrick, Paul Daly, Graham Hughes, Chris Young

Os principais líderes de partidos federais estão nas regiões central e oriental do Canadá à medida que a campanha eleitoral entra em sua segunda semana completa.

 

O líder liberal Justin Trudeau estava na defensiva na manhã de segunda-feira, 23, em uma parada de campanha em Halifax por causa de um tweet da vice-Primeira-Ministra Chrystia Freeland.

 

O Twitter sinalizou o tweet como mídia manipulada depois que Freeland postou clipes combinados do líder conservador Erin O’Toole respondendo a uma pergunta sobre opções privadas com fins lucrativos na cobertura universal de saúde.

 

Os liberais afirmam que O’Toole é um defensor dos cuidados de saúde privados.

 

“No meio de uma pandemia, Erin O’Toole se manifestou inequivocamente em apoio à assistência médica privada”, disse Trudeau.

 

Os conservadores estão pedindo à Elections Canada que investigue o tweet como uma violação da Lei Eleitoral do Canadá, argumentando que os liberais "alteraram e editaram intencionalmente o conteúdo do vídeo original" de forma que "deturpe materialmente" sua posição.

 

Enquanto isso, Trudeau está prometendo aos canadenses que, se seu partido for reeleito, um governo liberal gastaria bilhões nos próximos anos para contratar mais médicos e enfermeiras. O líder liberal delineou quanto dinheiro seu governo forneceria às províncias para que isso acontecesse.

 

“Vamos eliminar o acúmulo que vem crescendo há anos”, disse ele.

 

A Associação Médica Canadense estima que cerca de cinco milhões de canadenses não têm um médico de atenção primária, ou equipe de saúde familiar, o que tem efeitos colaterais para outras partes do sistema de saúde.

 

Trudeau também prometeu US $ 6 bilhões extras para lutar contra as listas de espera de saúde.

 

Enquanto isso, o líder conservador voltou na segunda-feira ao hotel em Ottawa, onde passou os primeiros dias de campanha. Seu anúncio foi focado principalmente nas empresas, dizendo que se os conservadores formarem o governo, eles garantirão que os trabalhadores tenham mais voz sobre as operações de suas empresas.

 

O’Toole também atacou os liberais por causa do tweet do Freeland, acusando o partido de usar a política ao estilo americano para dividir os canadenses.

 

Sobre o tema da saúde, O'Toole se recusou a especificar onde vê mais opções privadas na área da saúde, em vez de dizer que respeita a jurisdição provincial.

 

“Eu apoio 100% nosso sistema de saúde público e universal”, disse ele.

 

Enquanto isso, o líder do NDP, Jagmeet Singh, levou sua campanha a Montreal, onde prometeu que seu partido identificaria e eliminaria subsídios dados a empresas de petróleo e gás se os novos democratas formassem governo.

 

Ele prometeu redirecionar os subsídios para o setor de energia renovável, acrescentando que seu partido está comprometido em reduzir as emissões de gases de efeito estufa do Canadá em mais da metade até 2030.

 

“Vamos acabar de uma vez por todas com os subsídios aos combustíveis fósseis. Vamos investir em um futuro renovável”, disse Singh.

 

Singh também prometeu apoiar programas liderados por indígenas para promover a reconciliação e proteger a terra, a água e as florestas, fornecendo $ 500 milhões em financiamento para esses programas.

 

O líder do NDP também tocou no assunto do tweet polêmico, chamando-o de preocupante.

 

“O Partido Liberal divulgou desinformação, espalhando-a online, a ponto de o Twitter ter que sinalizá-la”, disse ele.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%