MENU

01/09/2021 às 17h26min - Atualizada em 01/09/2021 às 17h26min

Protesto anti-vacina realizado fora do Queen's Park enquanto Ford anuncia sistema de provas de vacinas

Autoridades da saúde estavam há muito tempo recomendando Ford a aderir a um certificado de prova de vacina

Redação North News
680 News
THE CANADIAN PRESS/Fred Thornhill

Centenas de manifestantes se reuniram em frente ao Queen's Park nesta quarta-feira, enquanto o Premier Doug Ford revelava o sistema de prova de vacina obrigatório.

 

Alguns seguravam cartazes que diziam "Não vou obedecer", enquanto outros gritavam "passaportes para vacinas".

 

A polícia de Toronto tuitou sobre uma grande manifestação de pessoas caminhando na Yonge Street em direção à Queen Street West.

 

O TPS disse que policiais foram chamados para ajudar a garantir a segurança, acrescentando que atrasos são esperados na área.

 

Ford fez uma observação sobre a possibilidade de pessoas que estão agindo contra o sistema de prova de vacina, convocando as pessoas a se reunirem fora do Queen's Park, onde podem "dar cambalhotas ou o que quiserem aqui".

 

Ele estimulou os residentes a não repreenderem aqueles que trabalham em setores que exigirão comprovação de vacinação a partir de 22 de setembro na forma de recibo de vacina. De acordo com as novas regras, as pessoas são consideradas totalmente vacinadas se tiverem passado 14 dias desde que receberam a segunda dose da vacina de  COVID-19.

 

A província deverá lançar um sistema no final de outubro que enviará a todos um código QR para acompanhar o recibo de vacinação. Também lançará um aplicativo que permitirá aos prestadores de serviço escanear os códigos QR como prova de vacinação.

 

O Premier admitiu que era contra a ideia de tornar obrigatório um certificado de vacina, criticando o governo federal por se concentrar em uma eleição em vez de um sistema nacional de passaporte de vacina.

 

“Isso é algo que eu não queria fazer. Este é um passo sério que não estamos dando levianamente ”, disse Ford a repórteres.

 

“Deixe-me ser claro, esta é uma ferramenta temporária que não usaremos por um dia a mais do que o necessário.”

 

Ford há muito se opõe à ideia, dizendo, recentemente, em 15 de julho, que ele "não faria isso" e que não era a favor de uma "sociedade dividida".


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.8%
7.7%