MENU

10/09/2021 às 11h58min - Atualizada em 10/09/2021 às 11h58min

A economia criou 90.000 empregos em agosto, dizem relatórios do Statistics Canada

A taxa de desemprego caiu 0,4%, estando agora em 7,1%, é o nível mais baixo desde o início da pandemia

Redação North News
CTV News
THE CANADIAN PRESS/Graham Hughes

OTTAWA - A economia do Canadá criou 90.000 empregos em agosto, o terceiro aumento mensal consecutivo, informou o Statistics Canada nesta sexta-feira, 10.

 

A taxa de desemprego caiu para 7,1% este mês, em comparação com 7,5% em julho, levando a taxa para o nível mais baixo desde o início da pandemia no ano passado.

 

Os ganhos concentraram-se no trabalho de tempo integral e no setor de serviços, que foi duramente atingido, liderados por ganhos em hospedagem e serviços de alimentação à medida que as restrições diminuíram em grande parte do país.

 

O emprego aumentou em Ontário, Alberta, Saskatchewan e Nova Scotia em agosto, com pouca ou nenhuma mudança em todas as outras províncias.

 

A Colúmbia Britânica continua sendo a única província com empregos acima dos níveis pré-pandêmicos.

 

O Statistics Canada afirma que os ganhos no setor de serviços empurraram o emprego de volta aos níveis anteriores à pandemia pela primeira vez, embora ainda haja algumas áreas que estão atrasadas, como varejo e serviços de alimentação.

 

A agência diz que o emprego geral está dentro de 156.000 trabalhos, ou 0,8%, do nível registrado em fevereiro de 2020 antes do início da pandemia de COVID-19.

 

Isso é o mais próximo que o país esteve de recuperar todos os empregos perdidos durante a primeira onda de COVID-19.

 

Ainda assim, há algumas moscas na sopa, diz o economista sênior da CIBC Royce Mendes, que observou que a taxa de participação caiu em agosto, o que ajudou a empurrar para baixo a taxa de desemprego.

 

O Statistics Canada diz que a taxa de desemprego teria sido de 9,1% em agosto, abaixo dos 9,5% em julho, se fosse incluído nos cálculos os canadenses que queriam trabalhar, mas não procuraram emprego.

 

“A economia ainda está longe de ser totalmente recuperada”, escreve Mendes em nota.

 

"Embora o emprego, de acordo com a pesquisa da força de trabalho, esteja apenas 0,8% abaixo do nível anterior à Covid, outros indicadores da economia sugerem mais fraqueza. O país também está agora no meio de uma quarta onda que conterá o crescimento neste outono."


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.8%
7.7%