MENU

28/10/2021 às 13h28min - Atualizada em 28/10/2021 às 13h28min

Paramédico de Ottawa acusado de falsificar documentos de vacinação contra o COVID-19

Ele apresentou documentos falsos que afirmavam sua vacinação e conseguiu emitir um certificado

Redação North News
CTV News
CTV News

Um paramédico de Ottawa foi acusado de usar um certificado falso de vacina contra o COVID-19 para manter seu emprego.

 

A polícia disse que o homem obteve seu certificado apresentando documentos falsos e atestando que recebeu duas doses de vacinação de uma clínica de vacinação da província.

 

A cidade de Ottawa informou à polícia sobre o certificado fraudulento do homem na última quinta-feira.

 

Ali Abdelgani, 30, foi preso na quarta-feira (27) e acusado de proferir documento falsificado, obtido por meio de falsos pretextos e falsificações.

 

Ele foi solto com a promessa de comparecer ao tribunal.

 

Todos os funcionários municipais devem estar totalmente vacinados contra o COVID-19 até segunda-feira.

 

A polícia está lembrando as pessoas que vender, comprar, usar ou aceitar credenciais falsas de vacinação contra o COVID-19 é crime.

 

“A participação em tais crimes coloca todos em risco e fragiliza a saúde pública de nossa comunidade”, disse a polícia em um comunicado à imprensa.

 

O prefeito Jim Watson disse que se o funcionário for condenado, ele deve ser despedido como paramédico.

 

"Temos que dar ao indivíduo a sua chance no tribunal, mas se esses fatos forem de fato verdade, isso é... uma quebra de confiança por parte desse indivíduo", disse ele. "Não sei por que eles teriam tanto trabalho para fazer isso.

 

"Eles devem ser tratados de acordo."


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
5.1%
7.3%