MENU

15/01/2021 às 18h00min - Atualizada em 15/01/2021 às 18h00min

Polícia de Toronto explica como fará aplicação de multa para quem violar a nova ordem

Beatriz Kina
Foto: The Canadian Press
 
O Serviço de Polícia de Toronto emitiu um comunicado explicando de que forma atuará na fiscalização da ordem de ficar em casa. 

Segundo o órgão, os policiais não têm permissão de entrar em casas nem de parar um veículo com o único propósito de verificar o cumprimento da nova ordem.

A polícia agirá de acordo com a Emergency Management and Civil Protection Act (EMCPA) e Reopening Ontario Act (ROA).

Além disso, os indivíduos não são obrigados a explicar o porquê de estarem fora. Nem o fato de estar fora de casa é evidência de não cumprimento da ordem. Os trabalhadores também não são obrigados a apresentar prova do empregador de que estão viajando de ou para o local de trabalho.

Segundo a polícia, os agentes vão concentrar os esforços de fiscalização em restaurantes e empresas que não cumprirem as ordens de fechamento e/ou limites de clientes. Eles também responderão a chamadas de reclamação para reuniões e para reuniões com mais de cinco pessoas ao ar livre. “Mas, onde houver evidência de não conformidade, os oficiais estarão emitindo multas e intimações para indivíduos e empresas”, disse o subchefe Myron Demkiw.

Isso não quer dizer que a polícia não vai fiscalizar as pessoas também. Quando um oficial tiver motivos razoáveis ​​e prováveis ​​para suspeitar que alguém tenha violado uma das ordens sob os dois atos, ele pode pedir à pessoa que se identifique a fim de emitir uma multa ou intimação. Se a pessoa se recusar a se identificar para esse fim, pode ser presa e acusada de obstrução de um policial.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.1%
4.3%
8.6%