MENU

17/11/2021 às 11h57min - Atualizada em 17/11/2021 às 11h57min

TTC alerta sobre tempos de espera mais longos com cortes de serviço iminentes devido à falta de pessoal

Uma porcentagem dos funcionários se recusa a tomar a vacina e estão sendo colocados em licença

Redação North News
City News
City News

Neste fim de semana, cortes de serviços estão chegando à Toronto Transit Commission (TTC) devido à falta de pessoal causada pelo mandato de vacina contra o COVID-19 da agência.

 

O TTC confirma que uma linha de metrô, uma rota de bonde e 57 outras rotas de ônibus serão afetadas por cortes de serviço a partir de 22 de novembro. Os passageiros diurnos da Linha 2 - a linha Bloor-Danforth - podem esperar apenas cerca de um minuto de atraso, mas durante a noite os passageiros verão seus tempos de espera ir de seis a oito minutos.

 

Quem usa o bonde St. Clair 512 pode atrasar até nove minutos, dependendo da hora do dia.

 

O TTC indicou anteriormente que alguns serviços podem ter que ser reduzidos ou mesmo cortados depois de 20 de novembro devido à falta de pessoal relacionado ao pedido de prova de vacina, que afirma que os funcionários devem fornecer prova de que estão totalmente vacinados ou correm o risco de ser colocados em licença sem vencimento.

 

Quem não cumprir o mandato até o final do ano será demitido. As medidas não se aplicam a funcionários com acomodação ou isenção médica aprovada pelo Código de Direitos Humanos de Ontário.

 

O TTC diz que continuará protegendo o serviço nas rotas mais movimentadas. Um grupo de defesa, “TTC Riders”, está pedindo uma ação governamental imediata, dizendo que o TTC deveria implementar medidas provisórias, como testes regulares, enquanto conduz uma blitz de contratação e continua a implementar vários métodos de educação sobre vacinação.

 

“Cortar o serviço é uma falha total da liderança de todos os níveis de governo. O prefeito [John] Tory deve estender imediatamente o prazo de mandato da vacina, e os governos federal, provincial e municipal devem agir agora para estender o financiamento operacional de trânsito de emergência”, disse o grupo.

 

“O TTC poderia implementar medidas provisórias, como testes regulares enquanto conduz uma blitz de contratação e educação continuada sobre vacinação.”

 

Até agora, 85% dos funcionários da TTC compartilharam que estão com dosagens duplas.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
5.1%
7.3%