MENU

24/11/2021 às 11h37min - Atualizada em 24/11/2021 às 11h37min

Conservadores se opõe a proposta liberal de sessões hibridas na Câmara dos Comuns

A vice-líder Candice Bergen argumenta que a medida é uma forma de os liberais fugirem de debates e questionamentos

Redação North News
City News
Getty

Os conservadores se oporão a uma proposta do governo hoje para retornar às sessões híbridas na Câmara dos Comuns, o que dá aos parlamentares a opção de participar virtualmente dos procedimentos.

 

A vice-líder Candice Bergen diz que os conservadores temem que o formato híbrido dê aos ministros liberais uma desculpa para não comparecerem para responder a perguntas na Câmara.

 

Eles querem que a Câmara volte totalmente às sessões presenciais normais, como faz o Bloco Quebecois.

 

Tanto os liberais quanto o NDP apóiam o formato híbrido, que dizem que ajuda a prevenir a disseminação do COVID-19 e dá aos parlamentares que estão doentes ou em quarentena a capacidade de trabalhar em casa.

 

Mas Bergen diz que as sessões híbridas são projetadas para proteger o governo de inspeções, não do COVID-19, acrescentando que ela às vezes se sentava na câmara durante a última sessão parlamentar sem um único parlamentar liberal presente.

 

O líder conservador Erin O'Toole diz que todos os seus 118 parlamentares estão totalmente vacinados ou têm isenções médicas, mas ele se recusou a dizer quantos têm isenções.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
5.1%
7.3%