MENU

01/12/2021 às 11h14min - Atualizada em 01/12/2021 às 11h14min

A resposta ao surto da 4ª onda nas UTIs pode ser um desafio para os Ontarianos

O sistema de saúde pode ficar sobrecarregado caso os números de infectados sigam aumentando

Redação North News
City News
THE CANADIAN PRESS/Nathan Denette

Um novo relatório concluiu que será um desafio para o sistema de saúde de Ontário responder rapidamente a um aumento de pacientes com COVID-19 em estado crítico durante a quarta onda.

 

O relatório sobre a capacidade de cuidados intensivos da Tabela Consultiva Científica de Ontário Sobre o COVID-19 constatou que a escassez de pessoal, o esgotamento dos trabalhadores e a retomada do tratamento para outras condições de saúde podem sobrecarregar o sistema de saúde no caso de picos de pacientes.

 

O relatório também levantou a questão de que a gripe, que esteve mais ou menos ausente durante a última temporada de gripe, pode adoecer gravemente mais pessoas neste inverno e também pode exigir cuidados intensivos em hospitais

 

O sistema de saúde ainda será capaz de responder, mas sem a mesma flexibilidade disponível nas ondas anteriores, disse a Dra. Kali Barrett, médica intensivista de Toronto.

 

“Nós superamos as ondas anteriores e estávamos lá para atender às necessidades do público de Ontário, e nossa prioridade e nosso objetivo será fazer o mesmo... mas seria mais difícil em um tempo sucessivo”, disse Barrett.

 

A tabela científica diz que as medidas de saúde pública são necessárias para manter o COVID-19 e os casos de gripe baixos e diz que são necessárias medidas de longo prazo para resolver os problemas de pessoal.

 

“Este não seria o momento de buscar qualquer tipo de relaxamento das medidas de saúde pública”, disse Barrett. “Dada também a incerteza que temos agora com a nova variante, acho que há tantas coisas desconhecidas, que só precisamos continuar a jogar pelo seguro.”

 

A província tem atualmente mais de 150 pacientes com COVID-19 em unidades de terapia intensiva em toda a província.

 

De acordo com a última modelagem da mesa consultiva, a ocupação da UTI continuará subindo nas próximas semanas e pode chegar a cerca de 200 pacientes até o ano novo.

 

Ontário atingiu um marco sombrio na terça-feira, com 10.000 mortes relacionadas ao vírus.

 

A província está investigando quatro outros casos possíveis da variante Omicron, depois que as duas primeiras amostras positivas do país foram detectadas em Ottawa.

 

O Diretor Médico de Saúde, Dr. Kieran Moore, diz que Ontário está realizando o sequenciamento do genoma em todos os testes de COVID-19 positivos elegíveis para identificar quaisquer casos de Omicron.

 

Centenas de pessoas que viajaram recentemente de países africanos considerados de alto risco para a variante foram contatadas para o teste.

 

A próxima etapa do plano de reabertura do governo Ford está agendada para 17 de janeiro e pode ver os limites de capacidade gradualmente aumentados em locais onde a prova de vacinação não é necessária. O certificado de vacina também poderia ser retirado gradualmente neste momento.

 

A província pretendia remover os limites de capacidade em boates e clubes de strip em 15 de novembro, mas interrompeu a reabertura gradual devido a um recente aumento nas infecções por COVID-19.

 

A província diz que a mudança será adiada por pelo menos 28 dias, pois continua a monitorar os indicadores do vírus.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.9%
6.9%