MENU

08/02/2022 às 09h51min - Atualizada em 08/02/2022 às 09h51min

As resiliência de Trudeau

Primeiro-Ministro canadense convocou reunião de emergência para se manifestar

Leandro Mendonça
Peter McCabe/The Canadian Press
O ‘Comboio da Liberdade’ está marchando para sua segunda semana, em Ottawa. A população da província não aguenta mais a falta de abastecimento de alimentos e os barulhos nas rua. A polícia está sobrecarregada, pedindo ajuda a patrulhas de Ontário e Quebec. E só uma semana depois de contrair Covid-19, que Justin Trudeau saiu para se manifestar.
“As pessoas tem o direito de se manifestar, de ser ouvidas, mas não têm o direito de bloquear ruas ilegalmente, assediar cidadãos, insultar pessoas que decidem usar máscaras e se vacinar”, disse Trudeau em reunião de emergência, no Parlamento.
Um dos focos da conversa entre os políticos foi a polícia. No 11º dia de manifestações, 275 oficiais estavam trabalhando de forma constante. Mas os cidadãos de Ottawa tem reclamado dos insultos causados por caminhoneiros e outros manifestantes.
O líder do Novo Partido Democrático (NDP), Jagmeet Singh, reclamou da falta de posicionamento de Justin Trudeau. Para ele, nos momentos de crise federal, o governo precisa colocar um ponto final no problema.
“Essa falta de liderança que quero criticar. O nível federal continuou a dizer que não é “nossa responsabilidade, não é nossa competência”. Mas quando temos uma crise na capital do nosso país, é essencial que o governo federa aja e que o Primeio-Ministro leve a sério o que está acontecendo”.
Para Kristina Michaud, do Bloco Quebequense, Trudeau está encurralado, sem saber o que fazer.
“Ao não fazer nada, a mensagem enviada aos manifestantes é “está correto. Vocês podem ficar aí o tempo que quiserem”, porque nada é dito e nem informado de que eles sofrerão consequências”.
 
Manifestantes não querem conversa

O prefeito de Ottawa, Jim Watson, se manifestou com a ideia de um ‘mediador’ para conversar com os manifestantes, mas ouviu de Patrick King, um dos líderes do ‘Comboio da Liberdade’ a seguinte frase.
“Você não tem ideia do que está por vir. Balas de borracha e pimenta caiena? Isso não é nada! Espere até que tiros reais sejam disparados”.
 
Sem volta

A verdade é que Trudeau se encontra em uma enorme ‘sinuca de bico’. Por um lado sofre pressão política para interferir na manifestação. Do outro, a pressão é de quem deveria intervir, pois a polícia de Ottawa não tem mais forças para extinguir o ‘Comboio da Liberdade’, que está há vários dias ao lado do Parlamento.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.7%
7.1%
6.2%