MENU

29/01/2021 às 14h30min - Atualizada em 29/01/2021 às 14h30min

Viajante que voltar ao Canadá será obrigado a fazer teste Covid-19 e ficar em hotel pagando do próprio bolso

Novas restrições eram esperadas há dias e foram anunciadas nessa sexta-feira por Justin Trudeau

Júnior Mendonça
Foto: Renato Lobo e David Kawai/Bloomberg via Getty Images
 
O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, anunciou nessa sexta-feira (29) que todas as pessoas que retornarem do exterior para o Canadá serão obrigados a fazer um teste Covid-19 no aeroporto quando pousarem.
 
Além disso, enquanto espera o resultado do teste, o viajante terá de ficar em quarentena em um hotel designado por três dias, pagando a conta do próprio bolso. Segundo Trudeau, isso pode custar até $ 2.000.
 
Após o resultado do teste, quem apresentar resultado negativo será liberado para cumprir quarentena pelo restante das duas semanas obrigatórias em casa. Já aquele que apresentarem teste positivo será obrigado a cumprir quarentena em instalações governamentais designadas.
 
Na última terça-feira, ele alertou que o governo federal pode impor restrições a qualquer momento, que poderão dificultar o retorno de quem viajar pra fora do Canadá.
 
Todos os voos estrangeiros que chegarem agora só poderão pousar em quatro locais: Vancouver, Toronto, Montreal e Calgary, onde os recursos de teste e quarentena do hotel serão instalados. Trudeau disse que eles esperam ter as funções de teste e quarentena em funcionamento nas próximas semanas.



 
Trudeau também afirmou que todos os viajantes não essenciais que chegam nas fronteiras terrestres do Canadá com os Estados Unidos também terão, em breve, que apresentar um resultado negativo de um teste PCR antes de serem autorizados a entrar.
 
SUSPENSÃO DE VOOS
Ainda no tão esperado anúncio dessa sexta-feira, Justin Trudeau anunciou que a Air Canada, WestJet, Sunwing e Air Transat irão suspender todos os serviços para todos os destinos solares, incluindo Caribe e México, a partir de domingo até 30 de abril.
 
Trudeau disse que as companhias aéreas farão acordos para voos de volta diretamente com os clientes que estão atualmente em viagem nessas regiões.
 
“Gostaria de agradecer a liderança da Air Canada, WestJet, Sunwing e Air Transat em assumir este compromisso de suspender os voos e ser parceiros fortes na luta para conter a disseminação da Covid-19 e suas variantes”, disse o primeiro-ministro disse.
 
Trudeau disse que a suspensão dessas viagens é uma tentativa de reduzir a chance de mais variantes do coronavírus entrarem no país. Até agora, viagens internacionais trouxeram ao Canadá as variantes Covid-19 de locais como Reino Unido, Dinamarca, África do Sul e Brasil.
 
RESTRIÇÕES
As viagens não essenciais para o Canadá pela maioria dos estrangeiros foram proibidas desde que a pandemia começou a se espalhar pelo país em março passado. Qualquer pessoa que entrar no país deve ficar em quarentena por duas semanas.
 
O governo federal começou a reforçar essas medidas no início de janeiro. Desde o dia 7, o governo exigiu prova de um teste Covid-19 negativo, feito 72 horas antes do horário de partida, antes que qualquer pessoa tenha permissão para embarcar em um voo para o Canadá.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.1%
4.3%
8.6%