MENU

29/01/2021 às 20h45min - Atualizada em 29/01/2021 às 20h45min

Canadá é um dos 15 países menos corruptos do mundo, aponta estudo

Relatório referente ao ano de 2020 coloca a nação em lugar de destaque

Larissa Valença
Larissa Valença
De acordo com o principal indicador de corrupção do mundo, o Índice de Percepção da Corrupção, o Canadá é uma das nações mais íntegras do globo e figura no top 15 do ranking dos países com menor nível de corrupção.

A pesquisa foi divulgada no último dia 28 de janeiro de 2021, e traz dados relativos ao ano anterior, 2020.  O material é produzido pela Transparência Internacional desde os anos 90, e é a referência mais usada pelo setor público e privado no que diz respeito à avaliação de riscos e ao planejamento de investimentos e ações.

Aliás, outras instituições de renome estão envolvidas na produção do relatório, como o Banco Mundial e o Fórum Econômico Mundial.

O estudo anualmente avalia os níveis de percepção da corrupção em setores como o público em 180 países, atribuindo notas de 0 (muito corrupto) a 100 (muito honesto). São feitas inúmeras pesquisas e avaliações com líderes empresariais globais.

O Canadá costuma apresentar ótimo desempenho e em 2020 obteve 77 pontos, ocupando a décima primeira colocação. Aliás, a mesma posição é divida com outras nações, sendo elas: Austrália, Reino Unido e Hong Kong.

Dinamarca e Nova Zelândia dominam o topo do podium com 88 pontos. Em seguida, estão Finlândia, Singapura, Suécia e Suíça compartilhando o terceiro lugar da lista com nota 85.

Outros países que compõem o top 10 são Noruega, Países Baixos, Luxemburgo e Alemanha.

Já o vizinho canadense, Estados Unidos, está mais abaixo, em vigésimo quinto lugar na listagem. Segundo o documento, fatores como conflitos de interesse e abusos têm feito a potência cair no ranking.

Portugal se encontra na trigésima terceira posição, com 61 pontos e o Brasil na colocação de número 94 com 38 de pontuação.

Em contra partida, os piores colocados da lista são Coréia do Norte, Líbia, Sudão, Venezuela, Iémen e Síria.
 
O relatório de 2020 mencionou que a corrupção persistente está minando os sistemas de saúde e contribuindo para o retrocesso democrático em meio à pandemia do Covid-19.

Neste ano, a nota média foi 43 de 100, com mais de 70% dos países com pontuação abaixo de 50.


 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%