MENU

19/02/2021 às 11h13min - Atualizada em 19/02/2021 às 11h50min

​Federais irão custear quarentena obrigatória para refugiados recém-chegados ao Canadá

Cerca de 9.000 refugiados chegaram ao Canadá em 2020

Redação North News
com informações do The Canadian Press
Foto: Nathan Denette/The Canadian Press
 
Refugiados recém-chegados terão o custo de suas quarentenas obrigatórias de hotel coberto pelo governo federal do Canadá. O governo federal também está cobrindo o custo dos testes obrigatórios Covid-19 na chegada.

Até então, esse custo era pago por grupos envolvidos no patrocínio privado de refugiados. Para patrocinar apenas uma pessoa, os grupos precisam levantar cerca de $13.500 para cobrir o primeiro ano do refugiado no Canadá, embora muitas vezes arrecadem muito mais para apoiar adequadamente os recém-chegados, um processo que pode levar meses, senão anos.

A partir da próxima segunda-feira (22), a maioria dos viajantes que chegarem ao Canadá deverão se hospedar por até três noites em hotéis aprovados pelo governo enquanto aguardam os resultados dos testes Covid-19.

As novas regras têm como objetivo prevenir a disseminação da Covid-19 e desencorajar viagens, como uma resposta a novas variantes mais contagiosas do novo coronavírus que já circulam pelo Canadá.
 
Muitos patrocinadores ficaram preocupados no mês passado quando as novas medidas foram reveladas e nelas não havia exclusão de grupos vulneráveis. Somente nessa quarta-feira eles foram informados que Ottawa vai pagar a conta.

O governo já estava pagando pelo teste COVID-19 antes da partida para refugiados e também pagando contas de hotel para alguns que não tinham espaços seguros para quarentena na chegada.

Quando as novas medidas começarem, na próxima segunda-feira, os refugiados reassentados não estarão nos mesmos hotéis que os canadenses voltando para casa, que devem reservar seus próprios lugares para se hospedar, a partir de uma lista de hotéis aprovados pelo governo federal, lista que ainda não foi divulgada.

As acomodações para refugiados estão sendo administradas pelo governo e por organizações de reassentamento e, embora a quarentena seja administrada da mesma forma, os recém-chegados também terão acesso a serviços adicionais, incluindo aconselhamento e tradutores.

O governo também pagará pela repetição do teste Covid-19, agora exigido 10 dias após o primeiro.

De acordo com o Ministério da Imigração, os procedimentos estão em vigor para garantir que o Canadá ainda possa receber refugiados, ao mesmo tempo que diminui a disseminação da Covid-19.

“Receber refugiados fala para quem é canadense: aberto, generoso e compassivo. É por isso que, mesmo durante uma pandemia, continuamos a dar as boas-vindas aos mais vulneráveis do mundo”, disse o ministério.

Milhares de refugiados estão esperando voos, à medida que o ritmo dos esforços de reassentamento começa a aumentar depois que as restrições relacionadas à pandemia reduziram drasticamente esse trabalho no ano passado. Apesar do planejamento de 30.000 refugiados a serem reassentados no Canadá em 2020, no final, apenas 9.000 chegaram.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

84.5%
5.2%
10.3%