MENU

20/02/2021 às 11h11min - Atualizada em 20/02/2021 às 11h11min

Trudeau anuncia semanas extras de apoio à renda de desempregados por conta da pandemia

Grupos trabalhistas pressionam o governo federal para que benefícios durem até o final do ano

Redação North News
com informações do The Canadian Press
Foto: Adrian Wyld/The Canadian Press
 
O primeiro-ministro Justin Trudeau anunciou, nessa sexta-feira, planos para adicionar semanas extras de apoio à renda de trabalhadores desempregados e pais em casa com filhos por causa da pandemia.

O governo planeja adicionar 12 semanas de elegibilidade ao Benefício de Recuperação do Canadá de $500 por semana e ao Benefício de Assistência de Recuperação do Canadá, aumentando o número máximo de semanas disponíveis de 26 para 38.

O benefício federal de doença será ampliado de duas para quatro semanas para que os trabalhadores possam ficar em casa se tiverem que se isolar por conta da Covid-19.

A elegibilidade do seguro-emprego também deve ser estendida para permitir que as pessoas recebam até 50 semanas de benefícios, em vez de 26, para quaisquer reivindicações feitas desde o final de setembro.

De acordo com o presidente do Congresso do Trabalho Canadense, Hassan Yussuff, as semanas extras devem ser um grande alívio para aqueles que temem perder apoio no final do próximo mês. Yussuff sugeriu, no entanto, que a extensão pode não ser suficiente para construir uma ponte para tempos melhores.

Grupos trabalhistas pediram ao governo federal que estendessem os benefícios até o final do ano, que é o tempo que eles acreditam que pode levar até que os trabalhadores das indústrias mais afetadas voltem ao trabalho.

“A única coisa que ninguém foi capaz de prever é quando chegaremos ao outro lado. Enquanto o governo se prepara para o orçamento, eles ainda podem ter que fazer um novo anúncio para descobrir como vamos apoiar as pessoas até que o número de empregos comece a retornar ao nível de antes da pandemia”, disse Yussuff.

Semanas extras
De acordo com a Ministra do Trabalho, Carla Qualtrough, o governo planejou revisar a elegibilidade para os benefícios de recuperação no início de janeiro e os números dos empregos ajudaram a informar a decisão de adicionar mais semanas.

As semanas extras para os benefícios de recuperação fornecerão suporte de renda até junho para aqueles que precisam desde seu início, quase ao mesmo tempo em que o suporte empresarial, como o subsídio salarial, também expirará.

“Estamos constantemente descobrindo o equilíbrio entre todos esses programas, para minimizar qualquer tipo de impacto negativo, mas também para maximizar o apego à força de trabalho, e os preparativos que estão em andamento para colocar as coisas em marcha quando o país estiver vacinado”, disse Qualtrough.

Bilhões em benefícios
Os números mais recentes do governo mostram que ele forneceu mais de $11,6 bilhões por meio dos três benefícios de recuperação lançados no outono para substituir o Benefício de Recuperação de Emergência do Canadá.

Outros $13,5 bilhões foram gastos em benefícios regulares da EI, com cerca de dois milhões de pessoas recebendo atualmente o apoio financeiro. Isso não inclui benefícios especiais como licença parental. O governo estima o custo para estender os benefícios em $6,7 bilhões e mais $5,4 bilhões para a EI.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%