MENU

25/02/2021 às 14h32min - Atualizada em 25/02/2021 às 14h32min

Petrobras vê lucro aumentar 634%, o maior da história entre empresas de capital aberto no Brasil

Lucro líquido no quarto trimestre de 2020 foi de R$ 59,9 bilhões

Redação North News
com informações da CNN Brasil Business
Foto: André Motta de Souza/Agência Petrobrás
 
No quarto trimestre de 2020 a Petrobras teve o maior lucro trimestral da história das empresas de capital aberto no Brasil.

O lucro líquido da companhia foi de R$ 59,9 bilhões, um aumento de mais de 634% em relação ao mesmo período de 2019, quando a empresa havia lucrado R$ 8,15 bilhões. 

No acumulado de 2020, a Petrobras teve um lucro líquido de R$ 7,1 bilhões, queda de 82,3% ante o ano anterior, quando a empresa obteve lucro de R$ 40,1 bilhões, o maior resultado anual da história da companhia. 

No ano passado, o caixa da empresa cresceu 93% em relação a 2019, fechando o ano da pandemia do novo coronavírus com R$ 64,2 bilhões. 

Apesar do lucro, de acordo com a
empresa de análises econômicas Economatica, a dívida da petrobras também aumentou. Em dezembro de 2020, a dívida bruta era de R$ 328,2 bilhões, alta de 11,8% em relação a 2019, no segundo ano seguido de aumento.

Segundo a Economatica, boa parte do crescimento da dívida se deve à valorização do dólar no ano passado, já que uma parcela da dívida da empresa é em moeda estrangeira e a valorização do dólar faz com que a dívida em reais seja maior.

Em meio às polêmicas, a Petrobras fechou a quarta-feira (24) com um valor de mercado 16% inferior ao do final de 2020, de R$ 323,6 bilhões. Em 2019, a empresa chegou a valer R$ 407,2 bilhões. Apesar da pandemia, fechou o ano passado com uma avaliação de R$ 373,4 bilhões.

O recorde da estatal foi batido em 2007, quando a companhia chegou a valer R$ 429,9 bilhões. Mesmo com a queda no valor em 2021, nada se compara ao ano de 2015 — impulsionado pela Lava Jato, o valor de mercado da Petrobras caiu para R$ 101,3 bilhões.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.2%
8.3%