MENU

16/03/2021 às 08h21min - Atualizada em 16/03/2021 às 08h21min

BREAKING: Adam Strong é declarado culpado pela morte de duas jovens

Os dois assassinatos têm quase uma década de diferença

Redação North News
Adam Strong, de 47 anos, de Oshawa, foi considerado culpado de homicídio em primeiro grau da jovem Rori Hache, de 18 anos, e de homicídio culposo em segundo grau na morte de Kandis Fitzpatrick, de 19 anos.

Segundo o juiz da Corte Superior de Ontário, Joseph Di Luca, não havia evidências suficientes que comprovassem que ele matou Fitzpatrick. Apesar disso, Di Luca disse que a promotoria conseguiu comprovar que Strong desmembrou as duas jovens. 

Quanto a Hache, o juiz disse que acreditava que Adam a tivesse matado no quarto dele entre as datas de 1º e 3 de setembro. Ele descreveu a jovem como problemática, dizendo que ela lutava contra o vício em drogas. Rori Hache estava grávida quando foi assassinada. Ela desapareceu em agosto de 2017 e foi encontrada morta em setembro do mesmo ano no Lago Ontário. Em dezembro de 2017, encanadores encontraram algo parecido com carne no encanamento da residência de Strong, motivo pelo qual fez a polícia chegar até ele. 

Segundo Di Luca, os policiais contaram em testemunho que o homem confessou que se tratavam de restos mortais que ele havia tentado se livrar. Apesar disso, ele não admitiu ter matado a garota. A cabeça da vítima foi encontrada em uma busca pela residência de Strong, após ele indicar que havia outros restos mortais pela casa. 

Quando fizeram as buscas, os investigadores encontraram uma faca de caça na cozinha de Adam. O DNA encontrado no objeto era de Kandis Fitzpatrick, que foi vista pela última vez em 2008. 


Kandis Fitzpatrick, à esquerda, desapareceu em 2008. Rori Hache, à direita, desapareceu em 2017.

Adam Strong admitiu que desmembrou as duas vítimas, mas não confessou o assassinato. A audiência que vai determinar a sentença está marcada para 21 e 22 de abril.

***Com informações de CP24

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
4.7%
7.7%