MENU

22/03/2021 às 14h35min - Atualizada em 22/03/2021 às 14h35min

Um mês após início da quarentena obrigatória em hotéis, viagens aéreas para o Canadá caem 55%

Segundo a Agência Canadense de Serviços de Fronteiras, queda aconteceu entre 22 de fevereiro e 14 de março

Redação North News
com informações do Global News
Foto: Xinhua/Zou Zheng via Getty Images
 
Quase um mês depois de regras de viagem Covid-19 mais rígidas serem impostas para aqueles que retornam ao Canadá, o número de pessoas que voaram para o país caiu quase 55%.

De acordo com a Agência Canadense de Serviços de Fronteiras (CBSA), entre 1º de fevereiro e 21 de fevereiro, antes da implementação de medidas mais rigorosas, havia um total de 114.139 viajantes por via aérea e 501.322 por terra.

Em 22 de fevereiro, o governo federal implementou medidas adicionais para os viajantes. Aqueles que chegam de avião agora são obrigados a fazer um teste de PCR antes do voo e outro quando pousam no Canadá.

Esses viajantes, então, devem ficar em um hotel de quarentena aprovado pelo governo por três dias enquanto aguardam os resultados - tudo por conta própria.

Segundo a CBSA, nas semanas desde que as medidas adicionais foram implementadas, o número de pessoas voando para o país caiu 54,7%. Entre 22 de fevereiro e 14 de março, houve um total de 65.253 viajantes aéreos.


Viagens terrestres aumentaram 
Apesar das novas medidas em vigor na fronteira Canadá-Estados Unidos, no entanto, as viagens terrestres aumentaram 8,9% durante o mesmo período. Dados da CBSA mostram que entre 22 de fevereiro e 14 de março, houve um total de 546.083 viajantes terrestres.

Durante meses, o governo canadense pediu aos canadenses que evitassem todas as viagens não essenciais em uma tentativa de desacelerar a disseminação do vírus. O governo federal fechou as fronteiras do país para aqueles considerados não essenciais em março de 2020.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.3%
4.2%
8.5%