MENU

31/03/2021 às 10h06min - Atualizada em 31/03/2021 às 10h06min

Férias de abril em Ontário estão mantidas por enquanto, mas mudanças podem ocorrer, diz ministro

"Se alguma coisa mudar, vamos garantir que todas as famílias saibam disso com antecedência”, afirmou o ministro da Educação, Stephen Lecce

Redação North News
com informações do The Canadian Press
Foto: Paul Chiasson/The Canadian Press
 
As férias de primavera para as escolas de Ontário seguirão conforme planejado no próximo mês, pelo menos por enquanto, disse o ministro da educação nessa terça-feira.

Após receber críticas por não fornecer clareza suficiente sobre o assunto, o ministro da Eduação, Stephen Lecce, disse que o governo informará às famílias se as recomendações do médico-chefe da província exigirem uma mudança no intervalo programado para a semana de 12 de abril.

“Quando chegar o feriado de abril, planejamos prosseguir. Se alguma coisa mudar, dadas as mudanças diárias e flutuações dos números Covid-19 em Ontário, vamos garantir que todas as famílias saibam disso com antecedência”, afirmou 
Stephen Lecce.

No início de 2021 a província decidiu adiar o intervalo de março para abril, em um esforço para conter os casos de Covid-19 desencorajando reuniões de grupo e viagens durante esse período.

Infecções aumentando e dúvidas aparecendo
Com as infecções agora aumentando na província mais uma vez, foram levantadas questões sobre se o governo poderia alterar as férias de primavera mais uma vez.

No início desta semana, o premier Doug Ford disse que não poderia dar uma resposta direta sobre se o intervalo seria adiado ou alterado. “Para ser muito franco, não quero prever daqui a duas semanas”, disse Ford na segunda-feira.

Sam Hammond, presidente da Elementary Teachers Federation of Ontario, criticou a ideia de adiar ou cancelar as férias de primavera.

Segundo ele, o fracasso do governo em conter a propagação da Covid-19 levou à possibilidade de outro adiamento, embora os professores precisem de uma pausa para sua saúde mental.

“Se houver preocupações relacionadas a viagens e reuniões durante o intervalo, elas devem ser tratadas pelo governo por outros meios que não o cancelamento do intervalo. Eles podem introduzir protocolos de segurança da comunidade e permitir que alunos, trabalhadores da educação e famílias, que estiveram sob tremenda pressão durante a pandemia, tenham sua tão necessária pausa”, 
disse Hammond em um comunicado.

Enquanto isso, o Conselho Escolar do Distrito de Toronto pediu aos diretores que se preparassem para a possibilidade de os alunos não voltarem ao aprendizado presencial após as férias de primavera.

Jennifer Brown, presidente do Elementary Teachers of Toronto, disse que sua associação tem sido flexível durante a pandemia e tem feito consistentemente o que é melhor para seus alunos e para a educação pública. No entanto, ela disse que deve ser dado amplo aviso aos educadores e pais se algum conselho escolar planeja retornar ao aprendizado online, porque é muito trabalhoso fazer com que funcione sem problemas.

“Se for necessário girar para manter todos seguros, então que seja, mas este governo precisa chamá-lo com antecedência. Situações de última hora não são apropriadas. As pessoas precisam planejar”, 
disse Brown.

Intensificar protocolos de segurança
O ministro da Eduação Stephen Lecce ainda não discutiu a perspectiva de mover o aprendizado online após as férias de primavera, mas disse que o governo está planejando intensificar os protocolos de segurança quando os alunos e funcionários retornarem ao aprendizado em sala de aula em 19 de abril.

Ele disse que o plano será anunciado nos próximos dias. “Estamos empenhados em expandir os testes, bem como os protocolos de triagem mais fortes antes que um aluno e um caso potencial entre na escola”, disse ele.

Ontário confirmou 341 novos casos Covid-19 entre crianças com menos de 17 anos nessa terça-feira; 95 delas tinham entre quatro e oito anos, 131 tinham entre nove e 13 anos e 115 tinham entre 14 e 17 anos. Também nessa terça-feira, Ontário relatou 2.336 novos casos de Covid-19 e mais 14 mortes causadas pelo vírus.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.8%
7.7%