MENU

06/04/2021 às 14h01min - Atualizada em 06/04/2021 às 14h01min

Vendas de casas em Toronto aumentam 97% em março

O Toronto Regional Real Estate Board mostra que as vendas na área atingiram um recorde de 15.652 no mês passado

Redação North News
com informações do CP24
Foto: Royal LePage/Office/Bureau
 
Os preços das casas na área de Toronto continuaram subindo em março, enquanto as vendas quase dobraram em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando a rápida disseminação da Covid-19 levou a paralisações econômicas generalizadas.

De acordo com o Toronto Regional Real Estate Board (
TRREB), as vendas na área atingiram um recorde de 15.652 no mês passado, um aumento de 97% em relação a 7.945 no mesmo período do ano passado.

O crescimento das vendas foi tão dramático porque se compara a março de 2020, quando os primeiros efeitos econômicos da pandemia se estabeleceram e os compradores e vendedores desconfiaram do mercado.

Esses medos há muito se dissiparam. Corretores de imóveis e agências imobiliárias relataram uma enxurrada de vendas - superando muitas de suas previsões mais otimistas - desde o início do ano.

Eles dizem que o número de pessoas dispostas a comprar agora provavelmente mais do que compensará os períodos de baixa do ano passado.

“A confiança na recuperação econômica juntamente com os baixos custos de empréstimos sustentaram um ritmo recorde de vendas de casas no mês passado”, disse a presidente da TRREB, Lisa Patel, em um comunicado.

Nos primeiros 14 dias de março, houve 6.504 vendas este ano, um aumento de 41% em relação ao número de vendas durante aquele período do ano passado.

Houve 9.148 vendas relatadas entre 15 de março e 31 de março de 2021, um aumento de 174% em comparação com o período Covid de março de 2020.

Dividir o mês em dois é significativo: a primeira metade de março de 2020 parecia relativamente normal, mas as restrições decretadas depois que a pandemia foi declarada pela Organização Mundial da Saúde em 11 de março rapidamente fez com que as vendas de casas despencassem.

Um ano depois, o estoque disponível não alcançou o número de pessoas que procuram novas casas, pressionando os preços.

“Embora a atividade robusta do mercado seja indicativa de otimismo generalizado do consumidor, também está lançando luz sobre a falta sustentada de estoque no mercado imobiliário GTA, com implicações para a acessibilidade”, disse ela.

O preço médio de uma casa na região saltou 21,6% para $1.097.565 de $902.787 no ano passado, enquanto as listagens dispararam cerca de 57% para chegar a 22.709 de 14.434.

Os aumentos de preços mais dramáticos foram vistos em moradias isoladas, onde o preço médio subiu 26,6%, para $1.402.849.

A casa geminada média foi vendida por $1.045.519, um aumento de 17,5%, enquanto as residências aumentaram 20,7%, para $870.553.

Os condomínios tiveram o menor crescimento nos preços. O preço médio do condomínio aumentou 2,6%, para $676.052.

“Com o crescimento das vendas ultrapassando o crescimento das listagens por uma grande margem, incluindo no segmento de mercado de condomínio, a competição entre os compradores em alguns segmentos de mercado e o potencial de crescimento de preços de dois dígitos podem continuar sem um aumento significativo na oferta de casas disponíveis para venda", explicou o analista de mercado chefe da TRREB, Jason Mercer.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.4%
5.2%
8.4%