MENU

09/04/2021 às 14h49min - Atualizada em 09/04/2021 às 14h49min

Canadá adiciona mais de 300 mil empregos em março e registra queda na taxa de desemprego

Em Ontário, o emprego aumentou em 182.000 em março, o que representa 60,1% do aumento nacional

Redação North News
com informações do Daily Hive
Foto: Diego Grandi/Shutterstock
 
A economia do Canadá ganhou 303.000 empregos em março, elevando a taxa de emprego para 1,5% em relação ao nível de fevereiro de 2020.

De acordo com um último relatório da Statistics Canada, o emprego aumentou 1,6% em março, em comparação com 1,4% em fevereiro.

A taxa de desemprego caiu para 7,5% em março, que é o nível mais baixo visto desde fevereiro de 2020, antes do início da pandemia.

“Consistente com um segundo mês de recuperação do emprego, o número de pessoas em dispensa temporária caiu  4 1,2% em março”, diz o relatório.

O Statistics Canada observou que os ganhos de emprego em março se espalharam pela maioria das províncias, com os maiores aumentos em Ontário, Alberta, Colúmbia Britânica e Quebec.

Em Ontário, o emprego aumentou em 182.000 em março, o que representa 60,1% do aumento nacional. Os ganhos foram no trabalho em tempo integral e parcial em vários setores, incluindo um aumento notável no comércio de varejo.

Na área metropolitana do censo de Toronto (CMA), o emprego cresceu 2%, o primeiro aumento desde outubro de 2020.

Em Quebec, o emprego cresceu 26.000 em março, somando-se ao aumento de fevereiro. A taxa de desemprego manteve-se em 6,4%. No CMA de Montreal, onde as restrições de saúde pública mais rígidas permaneceram em vigor, o emprego pouco mudou.

O emprego aumentou 37.000 em Alberta, com o desemprego caindo para 9,1%. Na Colúmbia Britânica, o emprego cresceu 35.000 e a taxa de desemprego permaneceu inalterada em 6,9%.

Tanto o emprego de meio período como o de tempo integral aumentaram em todo o país, assim como o trabalho autônomo pela primeira vez em três meses. O trabalho autônomo chegou a 56.000 em março, embora permaneça 5,4% abaixo do nível pré-COVID em fevereiro de 2020.

“Em comparação com fevereiro de 2020, havia 296.000 pessoas a menos empregadas em março de 2021, e mais 247.000 pessoas trabalhavam menos da metade de suas horas normais”, diz o relatório.

No entanto, os ganhos em vários setores, incluindo construção, comércio varejista e serviços educacionais, levaram a um aumento de 2% no total de horas em março em relação a fevereiro.

Devido à facilidade das restrições de saúde pública em março em várias províncias, incluindo Alberta, Ontário e Quebec, o emprego em informação, cultura e recreação aumentou pela primeira vez desde setembro.

Havia também mais 21.000 canadenses trabalhando em serviços de alimentação e hospedagem. “O crescimento em saúde e assistência social, serviços educacionais e construção também contribuíram para o aumento nacional em março”.

De acordo com o relatório, a taxa de desemprego aumentou para 9,9% entre os canadenses do sul da Ásia com idades entre 15 e 69 anos em março, mas permaneceu inalterada nos seis outros maiores grupos populacionais designados como minorias visíveis.

Apesar do crescimento do emprego jovem, as mulheres jovens continuam a enfrentar desafios. O emprego entre os jovens do sexo feminino caiu 9,5% em março, em comparação com fevereiro de 2020.

“O emprego entre pessoas com 55 anos ou mais aumentou em 101.000. Mas a taxa de emprego deles era 0,8 ponto percentual menor do que em fevereiro de 2020”, 
disse o Statistics Canada.

Como muitas áreas, incluindo British Columbia, Alberta, Quebec e Ontário, voltaram a adotar medidas de saúde pública mais restritivas devido a um recente aumento nos casos de Covid-19, o mercado de trabalho pode ver novamente um impacto negativo em abril.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.1%
4.3%
8.6%