MENU

19/04/2021 às 12h02min - Atualizada em 19/04/2021 às 12h02min

Ontário 'reorienta' ordem que permitiu a polícia parar pessoas aleatoriamente

Polícia agora precisará de um “motivo para suspeitar” que alguém está participando de uma reunião social ou evento público para detê-las

Redação North News
com informações do Daily Hive
Foto: Graham Hughes/The Canadian Press
 
O governo de Ontário reverteu a decisão de permitir que a polícia parasse pessoas e motoristas que estavam fora durante a ordem de permanência em casa.

De acordo com o escritório do procurador-geral de Ontário, a província reorientou a medida, que entrou em vigor no último sábado.

Em vez de ser capaz de parar pessoas arbitrariamente, a polícia agora precisará de um “motivo para suspeitar” que alguém está participando de uma reunião social ou evento público para detê-las.

“Se um policial ou outro oficial de delitos provinciais tiver motivos para suspeitar que você está participando de um evento público organizado ou reunião social, eles podem exigir que você forneça informações para garantir que está cumprindo as restrições”, disse o escritório do procurador-geral em declaração 
ao Daily Hive.

“Todo indivíduo que é obrigado a fornecer informações a um policial ou outro oficial de delitos provinciais deve cumprir prontamente”.

Segundo o comunicado, a prioridade da província é desencorajar aglomerações e multidões que violam a ordem de ficar em casa.

O governo disse que os poderes reforçados da polícia foram introduzidos para que os policiais pudessem “parar” essas reuniões, que têm o potencial de promover a disseminação da Covid-19.

“Embora a grande maioria dos ontarianos tenha respeitado as medidas de saúde pública postas em prática, os indivíduos continuam a colocar outras pessoas em risco ao se reunir com pessoas de fora de suas casas”.

A medida foi uma das várias restrições novas e aprimoradas anunciadas pelo premier Doug Ford na sexta-feira passada.

Ele permitiu que a polícia e outros policiais parassem qualquer indivíduo ou carro que estivesse do lado de fora durante a ordem de permanência em casa, que está em vigor até pelo menos 20 de maio.

Os policiais puderam perguntar às pessoas o motivo do não comparecimento, bem como o endereço. Qualquer pessoa que não respondeu pode receber uma multa de $750.

A medida foi recebida com uma reação intensa, e os departamentos de polícia de Ontário disseram que seus policiais não iriam parar as pessoas arbitrariamente.

A Associação Canadense de Liberdades Civis (CCLA) classificou a ordem como “muito preocupante” e disse que estava considerando levar o governo a um tribunal por causa dela.

A associação disse em um comunicado que colocaria o processo legal "em pausa" após a decisão do governo de alterar a ordem.

“A nova ordem racionaliza e restringe o padrão inconstitucional de sexta-feira. O novo padrão também está vinculado a um objetivo de saúde pública e evita detenções arbitrárias”, afirmou o 
Diretor Executivo da CCLA, Michael Bryant.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%