MENU

30/04/2021 às 13h16min - Atualizada em 30/04/2021 às 13h16min

Ontário quer quarentena obrigatória em hotéis para viajantes que cruzam as fronteiras terrestres

Segundo a província, viajantes internacionais estariam reservando voos para aeroportos americanos próximos e, em seguida, atravessando a fronteira dirigindo

Redação North News
com informações da CTV News Toronto
Foto: Lars Hagberg/The Canadian Press
 
O governo de Ontário pediu ao governo federal que implemente um programa obrigatório de quarentena de três dias em hotéis para pessoas que viajam através das fronteiras terrestres.

Em uma carta ao Ministro de Segurança Pública do Canadá, Bill Blair, e à Ministra da Saúde Patty Hadju, o governo provincial observou que há relatos de viajantes internacionais que reservaram voos para aeroportos americanos próximos e, em seguida, dirigiram ou atravessaram a fronteira.

Da forma como está, qualquer pessoa viajando para o Canadá em um voo internacional deve fazer um teste Covid-19 na chegada e deve reservar um hotel por três noites, onde poderá se isolar e aguardar os resultados. O hotel deve ser reservado antes da chegada ao país.

Se uma pessoa receber um teste Covid-19 negativo, ela pode continuar seu período de quarentena de 14 dias em outro lugar.

As regras são diferentes para aqueles que cruzam para o Canadá em uma fronteira terrestre.

Os viajantes devem apresentar um teste Covid-19 negativo feito 72 horas após a chegada e provar que têm um plano para o período de quarentena de 14 dias. Os viajantes também farão outro teste Covid-19 para fazer oito dias após a chegada.

“Com várias travessias de fronteira terrestre entre os Estados Unidos e a província de Ontário, essa lacuna representa uma ameaça significativa à saúde e ao bem-estar dos ontarianos devido ao potencial de entrada adicional de variantes da Covid-19 na província”, diz a carta, que foi assinada pela procuradora-geral Sylvia Jones e pela ministra da Saúde de Ontário, Christine Elliott.

“Nas últimas duas semanas, mais de 150.000 pessoas - sem incluir caminhoneiros comerciais essenciais - cruzaram as fronteiras terrestres do Canadá. Isso inclui dezenas de pessoas que fizeram a travessia entre 24 de abril e 26 de abril de 2021, após viajar de países onde voos diretos para o Canadá estão atualmente proibidos. Este não é apenas um problema de Ontário - é um problema de todo o Canadá”.

Três dias em um hotel
Jones e Elliott estão pedindo especificamente a implementação de uma quarentena obrigatória de três dias em um hotel designado pelo governo federal nos cruzamentos de maior tráfego, incluindo Niagara, Windsor, Sarnia e Brockville. Aqueles que viajam pela Ponte do Arco-Íris também estarão sujeitos às regras de quarentena.

“É importante que todos os viajantes nessas regiões tenham o mesmo requisito de quarentena, para garantir que todos os pontos de entrada sejam protegidos”, afirma a carta.

As viagens não essenciais foram proibidas entre os EUA e o Canadá por cerca de um ano.

Jones e Elliott também reiteraram um pedido feito no início desta semana para que os testes Covid-19 sejam feitos antes da partida para voos domésticos.

Pedidos da província
A carta é a mais recente de uma série de pedidos feitos pelo governo de Ontário no que diz respeito a viagens.

O primeiro-ministro Doug Ford pediu ao governo federal que proibisse viagens não essenciais depois que 36 casos da variante B.1.617, originalmente encontrada na Índia, foram identificados na província.

Dos 36 casos identificados, seis estavam ligados a viagens internacionais e foram detectados por meio do programa de vigilância genômica. Os outros 30 foram detectados por meio dos programas de rastreamento do aeroporto de Ontário e das fronteiras terrestres.

A província também montou postos de controle nas fronteiras interprovinciais para restringir as viagens terrestres entre Quebec e Manitoba apenas para viagens essenciais.

Os viajantes que entrarem em Ontário para outros fins que não o trabalho, atendimento médico, transporte de mercadorias e o exercício dos direitos dos tratados indígenas serão rejeitados na fronteira.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.2%
7.6%