MENU

19/05/2021 às 20h59min - Atualizada em 19/05/2021 às 20h59min

EUA barrando canadenses que querem uma vacina Covid-19; entenda a confusão que só aumenta

Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos disse que a fronteira permanece restrita a "viagens essenciais"

Redação North News
com informações do CTVNews.ca
Foto: Lars Hagberg/AFP via Getty Images
 
A Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos estão barrando canadenses que desejam cruzar a fronteira com o único propósito de obter uma vacina Covid-19.

Nessa quarta-feira, um porta-voz do CBP disse que a fronteira Canadá-Estados Unidos permanece restrita a "viagens essenciais" apenas de acordo com as restrições de viagens que estão em vigor desde março de 2020.

“Viajar com o único propósito de obter a vacinação não é permitido sob as restrições de viagens atuais”, afirmou o porta-voz e
m comunicado ao CTVNews.ca.

No entanto, o porta-voz acrescentou que se a pessoa entrar nos Estados Unidos por “motivos legítimos de viagem” e receber uma vacina em sua viagem, “isso não faz parte da determinação geral de admissibilidade”.

Confusão do lado canadense
A posição da agência de fronteira dos EUA criou confusão para os canadenses que pensaram que teriam permissão para cruzar a fronteira por terra para obter uma vacina depois que a Agência de Saúde Pública do Canadá (PHAC) disse que ela pode ser considerada um "serviço médico essencial", portanto, o viajante estaria isento de quarentena por 14 dias após seu retorno ao Canadá.

Essas condições incluem evidência escrita de um profissional de saúde licenciado no Canadá, indicando que os serviços ou tratamentos médicos fora do Canadá são essenciais, e prova escrita de um profissional de saúde licenciado nos Estados Unidos de que os serviços foram prestados. O viajante também teria que viajar em veículo particular, com apenas mais um acompanhante, e não teria permissão para fazer outras paradas durante a viagem.

“Os oficiais dos serviços de fronteira canadenses não têm critério para isentar os viajantes da quarentena. A responsabilidade recai sobre o viajante para demonstrar claramente que atendem a uma isenção sob a Ordem do Conselho (Quarentena, Isolamento e Outras Obrigações)”, disse a PHAC a David Musyj, presidente e CEO do Hospital Regional de Windsor, Ontário, na segunda-feira em uma troca de e-mail que mais tarde foi compartilhada com o CTVNews.ca.

Musyj vinha pressionando a agência de saúde para fornecer esclarecimentos sobre se os canadenses que vivem perto da fronteira americana seriam capazes de evitar a quarentena obrigatória de 14 dias se viajassem para os EUA com o único propósito de obter uma vacina Covid-19.  

Quando questionado sobre as isenções de quarentena, um porta-voz da Agência de Serviços de Fronteiras do Canadá (CBSA) disse que eles trabalham em estreita cooperação para “implementar e operacionalizar” as medidas que a PHAC recomenda a eles.

“Os residentes canadenses que retornam ao Canadá após receberem serviços médicos essenciais nos Estados Unidos podem estar isentos dos requisitos de teste e quarentena Covid-19 se tiverem uma nota de um médico licenciado canadense indicando que o serviço no exterior é essencial e uma nota de um americano médico licenciado indicando que o residente recebeu o serviço”, disse o mesmo porta-voz.

A CBSA reiterou que seus oficiais não têm o poder de isentar os viajantes da quarentena com base em um nível de risco assumido que o viajante representa ou qualquer outro fator.

“A responsabilidade recai sobre o viajante para demonstrar claramente que cumpre a isenção prescrita na Ordem”, a CBSA em comunicado.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.8%
7.7%