MENU

25/06/2021 às 11h44min - Atualizada em 25/06/2021 às 11h44min

O grupo neonazista, Three Percenters, é adicionado à lista de terroristas do Canadá

Os bancos agora podem congelar ativos e a polícia pode cobrar de qualquer pessoa que os sustente financeiramente.

CBC News
https://www.cbc.ca/news/politics/terrorist-list-three-percenters-1.6079984
Getty Images

O governo federal adicionou o movimento Three Percenters à sua lista de entidades terroristas, um grupo antigovernamental ligado a uma recente conspiração de bomba nos EUA com presença conhecida no Canadá.

 

É uma das quatro entidades adicionadas à lista de entidades terroristas do Código Penal atualmente.

 

Os Three Percenters, batizados com o nome de uma teoria debatida de que apenas 3% dos americanos pegaram em armas e serviram no Exército Colonial de George Washington na Revolução Americana contra os britânicos, dizem que seus principais objetivos são proteger o direito de portar armas, defender-se de um “governo enganador" e "resistir à tirania".

 

As autoridades canadenses disseram que reuniram evidências suficientes para adicionar o grupo à lista. Em materiais fornecidos aos repórteres da CBC News, o governo mencionou o papel de dois líderes do grupo em um complô para sequestrar a governadora de Michigan Gretchen Whitmer em 2020, um plano que supostamente envolvia a detonação de explosivos e execuções públicas de funcionários do governo enforcando-os ao vivo na televisão.

 

As autoridades canadenses também citaram o caso de um membro atirando e ferindo cinco homens em uma manifestação do Black Lives Matter em Minnesota em 2015.

 

Sabe-se que os Three Percenters têm filiais no Canadá.

 

Implicações financeiras

 

Outro grupo extremista violento com motivação ideológica, Aryan Strikeforce, também foi adicionado à lista nesta sexta-feira.

 

O grupo neonazista fundado no Reino Unido e com contatos no Canadá visa realizar atividades violentas para derrubar governos, iniciar uma guerra racial e erradicar as minorias étnicas, disseram autoridades.

 

O Canadá acrescentou um neonazista americano chamado James Mason, acusado de fornecer instruções ideológicas e táticas sobre como operar um grupo terrorista para suas entidades listadas e uma afiliada do Daesh ou do Estado Islâmico na República Democrática do Congo.

 

Um grupo é adicionado à lista de terroristas se as agências de segurança e inteligência do Canadá, após uma investigação "extremamente rigorosa", encontrarem "motivos razoáveis ​​para acreditar que uma entidade tenha participado conscientemente ou facilitado uma atividade terrorista", disse o governo ao anunciar a nova designação.

 

Não é necessariamente um crime ser membro desses grupos, mas designar uma organização como entidade terrorista pode ter graves consequências criminais e financeiras.

 

Os bancos agora podem congelar ativos e a polícia pode cobrar qualquer pessoa que apoie financeira ou materialmente esse grupo.

 

De acordo com a Seção 83 do Código Penal, é um crime acusável arrecadar bens, "fornecer ou convidar uma pessoa a fornecer ou disponibilizar bens ou serviços financeiros ou outros relacionados" a uma entidade terrorista.

 

"Os eventos recentes devem remover qualquer dúvida sobre a séria ameaça representada pelo extremismo violento com motivação ideológica", disse o ministro da Segurança Pública, Bill Blair.

 

"Intolerância e ódio não têm lugar em nossa sociedade e o governo do Canadá continuará a fazer tudo o que pudermos para manter os canadenses protegidos de todas as ameaças, incluindo terrorismo e extremismo violento."

 

Essas adições significam que agora existem 77 entidades terroristas listadas no Código Penal canadense.



 

Coautoria: Viktória Matos

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.2%
7.6%