MENU

01/07/2021 às 10h31min - Atualizada em 01/07/2021 às 10h31min

Vila de Lytton em British Columbia, foi evacuada após prefeito declarar que 'a cidade inteira está em chamas'

Vários incêndios florestais descontrolados estão acontecendo desde que uma onda de calor perigosa se instalou no oeste do Canadá nesta semana.

CBC News
https://www.cbc.ca/news/canada/british-columbia/bc-wildfires-june-30-2021-1.6085919
Facebook/2 Rivers Remix Society

O pequeno vilarejo de Lytton em B.C. suportou as temperaturas mais altas já registradas no Canadá por dias a fio esta semana e foi engolido pelas chamas na noite de ontem, 30 de junho, e os moradores foram forçados a fugir, muitos sem seus pertences.

 

O prefeito Jan Polderman confirmou que disse a todos para deixarem Lytton, pois um incêndio se espalhou rapidamente pela comunidade de cerca de 250 pessoas. Ele assinou a ordem oficial de evacuação às 18h00. PT.

 

"É terrível. A cidade inteira está em chamas", disse Polderman à CBC News. "Demorou, tipo, 15 minutos desde o primeiro sinal de fumaça para, de repente, haver fogo por toda parte."

 

O prefeito pediu aos residentes para irem para a comunidade vizinha de Boston Bar, e ele próprio estava a caminho de lá. Um centro de recepção também foi instalado em Merritt, a leste, e outros residentes se abrigaram em Lillooet, ao norte.

 

"No escritório da First Nation, o fogo era uma parede de cerca de três, quatro pés de altura que chegava à linha da cerca. Eu dirigi pela cidade e era apenas fumaça, chamas, os fios estavam desligados", disse Polderman.

 

Vídeo capturado por residentes correndo para fora da cidade mostra inúmeras estruturas em chamas em todas as direções.

 

Mais tarde na noite de quarta-feira, os residentes de outras 87 propriedades ao norte de Lytton também foram obrigados a deixar suas casas.

 

No início desta semana, Lytton, cerca de 260 quilômetros a nordeste de Vancouver, registrou a temperatura mais alta já vista no Canadá em três dias consecutivos, chegando a 49,6 C na terça-feira, quando uma onda de calor sem precedentes queimou o oeste do Canadá.

 

Erica Berg, oficial provincial de informações sobre incêndios, disse que a ordem de evacuação foi emitida cerca de uma hora depois do início do incêndio, mas ela não sabia o tamanho ou a causa. Ela disse que o B.C. Wildfire Service (Serviço de queimadas Florestais de British Columbia) está desviando equipes e equipamentos de outras áreas para responder ao incêndio.

 

Ventos de até 71 quilômetros por hora estavam empurrando o fogo para o norte na comunidade a partir das 19h. PT, de acordo com a meteorologista do CBC Johanna Wagstaffe. Ela disse que as condições quentes, secas e ventosas na área podem significar que o fogo está se movendo a 10 ou até 20 quilômetros por hora.

 

Michelle Nordstrom, do Distrito Regional de Thompson-Nicola, disse que as autoridades locais estão se esforçando para coordenar a evacuação porque aconteceu tão repentinamente e os moradores de Lytton estão fugindo da cidade em qualquer direção que podem.

 

Outro porta-voz do distrito regional disse que cerca de 1.000 pessoas nas comunidades das Primeiras Nações também podem ser obrigadas a evacuar, mas é difícil entrar em contato com seus governos locais.

 

Os bombeiros já estavam lidando com pelo menos dois outros incêndios florestais na área quando o último incêndio atingiu Lytton. O incêndio em George Road, queimando ao sul de Lytton, foi estimado pela última vez em 350 hectares às 14h26. PT e o incêndio nas proximidades de Conte Creek foram estimados em 1,5 hectares.

 

Edith Loring-Kuhanga, administradora da Escola Stein Valley Nlakapamux em Lytton, fugiu para Lillooet em uma caravana com cerca de 100 outros residentes locais.

 

"É simplesmente inacreditável. Você não consegue nem compreender", disse ela à Rádio CBC. "Nossa cidade inteira se foi."

 

Loring-Kuhanga disse que quando o incêndio foi relatado pela primeira vez, ela foi convidada a montar um posto de reunião na escola, mas logo foi informado que não seria possível ficar. Ela e outros deixaram a cidade sem seus rebanhos, animais de estimação ou pertences valiosos como álbuns de fotos.

 

"Há tantas pessoas em choque. Estamos todos em choque", disse ela.

 

DriveBC está relatando que incêndios fecharam rodovias ao norte e ao sul de Lytton. A partir das 18h00 PT, a rodovia 1 foi fechada entre Boston Bar e Spences Bridge, enquanto a rodovia 12 foi fechada de Lillooet até a junção com a rodovia 1.

 

Incêndios se espalhando pelo interior

 

As equipes do Wildfire em todo o interior passaram a quarta-feira lidando com incêndios agressivos após a onda de calor recorde desta semana.

 

Um número crescente de pessoas estava sendo forçado a deixar suas casas e várias rodovias foram fechadas à medida que os incêndios existentes se espalhavam e outros surgiam devido ao calor e à seca.

 

Fortes tempestades também estavam previstas na noite de quarta-feira no Interior e no centro de B.C., com relâmpagos, ventos fortes e pouca precipitação esperada.

 

"Nunca vi condições de incêndio florestais tão extremas", disse Wagstaffe. "Veremos condições como essas pelo resto da semana, infelizmente."

 

O incêndio florestal do Lago Sparks, 15 quilômetros a noroeste do Lago Kamloops, tem agora uma estimativa de 200 quilômetros quadrados e forçou a evacuação de mais de 160 casas.

 

O B.C. Wildfire Service disse que 56 bombeiros estão no local lutando contra o incêndio, bem como 10 helicópteros e duas peças de equipamento pesado. O oficial de informações sobre incêndios Madison Smith disse que os helicópteros lutaram com o calor na terça-feira, e alguns ficaram presos devido ao superaquecimento dos motores.

 

Marshall Potts e Jo-Anne Beharrell, que moram a cerca de 1,5 km do incêndio, foram obrigados a deixar a área na terça-feira à tarde.

 

Eles empacotaram seu veículo na noite de segunda-feira, sabendo que provavelmente teriam que partir às pressas.

 

"Foi muito estressante", disse Beharrell. "Não saber e querer voltar e verificar tudo é realmente muito pesado."

 

Não muito longe, o incêndio em Mckay Creek queimando 23 quilômetros ao norte de Lillooet cresceu para 60 quilômetros quadrados e é classificado como fora de controle. Há 24 bombeiros no local, além de quatro helicópteros e cinco equipamentos pesados, e várias propriedades foram evacuadas.

 

Enquanto isso, a Highway 97 North está fechada por 59 quilômetros entre a Sikanni Chief Road e a Prophet River Sub Road, a fim de proteger o público de dois incêndios florestais perto da área de Pink Mountain no norte da B.C. Uma ordem de evacuação foi emitida em relação a esse incêndio também. Esse incêndio está atualmente registrado em 48 quilômetros quadrados e foi provocado por um raio.

 

 

No final da quarta-feira, dois novos incêndios foram relatados ao norte de Big White em Okanagan, e os bombeiros relataram um crescimento agressivo do fogo e fumaça pesada que pode ser vista em Kelowna, Vernon e outras comunidades próximas.

 

Juntos, eles medem cerca de três quilômetros quadrados.

 

No Cariboo, um incêndio deflagrado na quarta-feira a cerca de 35 quilômetros a leste de Horsefly levou ao fechamento do acampamento de recreação do Lago McKinley. 32 bombeiros estão respondendo junto com um helicóptero.

 

O serviço de combate a incêndios florestais diz que o incêndio é altamente visível nas comunidades vizinhas, mas nenhuma estrutura está em risco.

 

 

Coautoria: Viktória Matos

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.5%
5.1%
8.3%