MENU

09/07/2021 às 16h23min - Atualizada em 09/07/2021 às 16h23min

Toronto lança campanha de vacinas em 6 bairros prioritários

Objetivo é equiparar a vacinação em todas as zonas da cidade

Redação North News
680 News
Steve Russell/Toronto Star via Getty Images

Toronto está lançando uma campanha de vacinação de uma semana que priorizará seis bairros da cidade onde as taxas de vacinação são baixas.

 

A iniciativa - chamada 'The Home Stretch Vaccine Push' - começará no sábado e tem como objetivo incentivar a popularização da vacina e eliminar as barreiras de acesso nos bairros selecionados.

 

“Com mais de 50% dos adultos agora totalmente vacinados na cidade, precisamos manter o ímpeto, o que significa concentrar nossos esforços nas áreas com as taxas de vacinação mais baixas”, disse o prefeito John Tory em um comunicado.

 

“O Home Stretch Vaccine Push visa remover todas as barreiras restantes à vacinação, começando com os residentes que vivem na área noroeste da cidade. O objetivo é garantir que todos os torontonianos que desejam uma vacina possam recebê-la da maneira mais conveniente e no local mais conveniente possível.”

 

Toronto conquistou um marco na quinta-feira, ultrapassando um milhão de doses de vacinas administradas em clínicas de vacinas operadas na cidade.

 

Mais de uma dúzia de clínicas estão sendo planejadas durante uma blitz neste fim de semana.

 

Bairros prioritários:

 

Elms - Old Rexdale 53

Kingsview Village - The Westway 50

Monte Dennis 29

Mount Olive-Silverstone-Jamestown 55

Weston 67

Englemount-Lawrence 36

 

 

A cidade diz que as clínicas durante a blitz estarão “administrando predominantemente a vacina Pfizer” para a primeira e segunda doses. As clínicas terão horários flexíveis e serão instaladas nas proximidades do prédio onde moram os residentes.

 

A campanha é uma parceria entre a cidade, Team Toronto, University Health Network e Michael Garron Hospital.

 

Apenas 39,7% adultos no bairro de Taylor-Massey estão totalmente vacinados - em comparação com o número de 51% em toda a cidade.

 

Apenas 51% dos residentes do bairro estão parcialmente vacinados. Essa é a taxa mais baixa da cidade.

 

Do segundo ao sétimo bairros classificados por essa métrica estão todos incluídos.

 

Nenhuma razão foi dada para a exclusão de Taylor-Massey, mas pode ser que a taxa de infecção de COVID-19 seja muito menor do que as seis que foram selecionadas.

 

O bairro tem uma taxa de casos recentes de 19 por 100.000, que é menos da metade da taxa média de casos recentes (48,3 por 100.000) dos seis bairros selecionados.

 

As regiões de saúde pública agora terão novos dados à sua disposição para ajudar a direcionar o alcance das vacinações.

 

Os dados sociodemográficos coletados voluntariamente nas clínicas de vacinas serão compartilhados com as unidades de saúde pública a partir de sexta-feira.

 

Os dados abrangem raça, origem étnica, idioma, renda familiar e tamanho da família.

 

As autoridades dizem que os dados não podem ser usados para outros fins que não o lançamento da vacina.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.2%
7.6%