MENU

10/07/2021 às 22h58min - Atualizada em 10/07/2021 às 22h58min

Brasil, decime qué se siente

Argentina quebra longo jejum e conquista Copa América após 28 anos

Leandro Mendonça
Twitter/@MessiLeoBrasil
Finalmente, após quatro tentativas, Lionel Messi conquistou o primeiro título pela Argentina em toda sua carreira. E não podia ser melhor, afinal, a vitória veio sobre o maior rival da seleção Albiceleste, dentro do Maracanã, por 1 a 0. O gol não foi de Lionel, mas Di María salvou a noite. Quem fez uma partida espetacular foi o meio-campo Rodrigo De Paul, recém contratado pelo Atlético de Madrid, ao fazer o lançamento que resultou no gol da vitória argentina.

O Brasil, que entrou em campo com muita disposição (Fred fez falta aos 2 minutos e levou amarelo) foi envolvido por uma adversária que resolveu atuar nos contra-ataques. Neymar buscava jogadas de efeito, sofria faltas e o jogo continuava correndo sem perigo. Richarlison alternava da direita para esquerda, revezando com Everton Cebolinha, que pouco aparecia na partida. Após ficar 25 minutos no campo de ataque, o Brasil abriu uma pequena brecha, aproveitada por De Paul. O lindo lançamento contou com o erro na recuperação de Renan Lodi, que amaciou para Di María, que colocou por cima de Ederson.

E até o fim do primeiro tempo, nada de chances para ambos os lados. O Brasil teve apenas duas finalizações, e nenhuma delas obrigou o goleiro Emiliano Martínez a sujar o uniforme. Enquanto isso, a Argentina se fechava, fazia faltas e travava o jogo.

Na volta do intervalo, Fred deu a vaga para Firmino visando maior pressão ofensiva. E a pressão quase se converteu em gol, aos 7 minutos. Richarlison recebeu belo passe, invadiu a área e colocou a bola dentro do barbante. Mas o atacante do Everton estava impedido no começo do lance. Um minuto depois, novamente ele obrigou Martínez a fazer uma defesa plástica, após belo chute forte. E a torcida só voltou a se animar quando Gabigol pisou em campo, aos 31. O atacante do Flamengo encarou Otamendi com apenas dois minutos dentro do gramado.

E o fim estava chegando quando Gabigol acertou um belo chute de primeira, após cruzamento de Neymar. O goleiro do Aston Villa fez linda defesa e espalmou para fora o que seria o gol de empate. E Messi, no lance seguinte, teve a chance de cravar o punhal na seleção brasileira. De Paul, pela direita, enfiou belo passe para La Pulga, que tentou driblar Ederson para se consagrar no Maracanã. Sem sucesso, pois a bola escapou dos seus pés.

A torcida comemorava, os argentinos cozinhavam dentro de campo e os brasileiros não mudavam a postura. O jogo estava decidido, o jejum de 28 anos sem títulos foi encerrado e filnalmente a Argentina voltou a vencer o Brasil fora de casa, após 13 anos. Mas o título de Lionel Messi, um dos maiores jogadores da história, contrastava com as lágrimas de Neymar, que precisou ser consolado pelos companheiros de seleção.

A Argentina saiu da fila e expôs a grande fragilidade do Brasil, que mesmo com seus jogadores titulares, não conseguiu reagir à garra Albiceleste.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.5%
5.1%
8.3%