MENU

14/07/2021 às 11h29min - Atualizada em 14/07/2021 às 11h29min

Homem é preso após duas mulheres muçulmanas serem ameaçadas com calúnias raciais e religiosas em Ancaster

Mãe e filha foram perseguidas de carro pelo agressor, nos mesmos moldes do ataque à família muçulmana em London

Redação North News
680 News
TWITTER/@HamiltonPolice

A polícia de Hamilton prendeu um homem de 40 anos depois que uma mãe e uma filha muçulmanas foram ameaçadas com calúnias raciais e forçadas a se esconder de um suspeito em Ancaster.

 

Os investigadores dizem que o incidente ocorreu por volta das 21h30. no estacionamento de uma praça em Ancaster Meadowlands, na segunda-feira, 12.

 

A polícia diz que a interação começou quando um veículo saindo de uma vaga de estacionamento quase atingiu uma das vítimas. O suspeito então começou a proferir ameaças às vítimas usando calúnias contra a comunidade muçulmana.

 

As vítimas correram pela rua e se esconderam atrás de arbustos enquanto o suspeito as procurava. Ele finalmente as localizou e supostamente ameaçou matá-las.

 

Testemunhas intervieram depois que uma das vítimas saiu correndo e gritando por socorro. O suspeito então fugiu da área.

 

O homem foi preso na terça-feira (13) e enfrenta três acusações de ameaça total de morte, duas acusações de agressão com arma e operação perigosa e descumprimento de liberdade condicional.

 

Em uma declaração em vídeo no Twitter, o chefe da polícia de Hamilton, Frank Bergen, disse que mãe e filha foram vítimas de um crime de ódio e que a polícia está "indignada com esses atos flagrantes de ódio".

 

“Apoiamos a comunidade muçulmana aqui em Hamilton e em todo o país na condenação da islamofobia. Esses incidentes são levados a sério e totalmente investigados”, acrescentou.

 

O Conselho Nacional de Muçulmanos Canadenses disse que as duas mulheres usavam hijabs no momento do incidente.

 

Eles também compartilharam uma declaração da família alvo deste incidente.

 

“Estamos abalados, mas inquebráveis após o ataque à nossa família na noite passada. Sejamos claros, esse indivíduo tentou aterrorizar nossa família”, diz o comunicado. “Um indivíduo dirigiu perigosamente para atacar os membros de nossa família. Ele praguejou contra eles. Ele os amaldiçoou com uma série de calúnias racistas e islamofóbicas. Ele ameaçou assassiná-los. Ele tentou segui-los para casa em seu veículo.”

 

Eles acrescentaram que, à luz do ataque em London, no qual quatro membros de uma família muçulmana foram mortos, foi incrivelmente assustador.

 

A polícia de Hamilton afirma que está investigando o incidente como um crime de ódio. Qualquer testemunha deve entrar em contato com os investigadores.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
4.7%
7.6%