MENU

16/07/2021 às 15h30min - Atualizada em 16/07/2021 às 15h30min

Corpo de terceiro canadense é encontrado nos destroços de condomínio no sul da Flórida

Das 97 pessoas que estavam no prédio no dia do desabamento, 5 ainda estão desaparecidas.

City News
https://toronto.citynews.ca/2021/07/16/remains-of-3-missing-canadians-found-in-south-florida-condo-debris/
Imagem de Carl Juste/Miami Herald via AP

Os restos mortais de um terceiro canadense desaparecido foram recuperados dos destroços de um prédio desmoronado no sul da Flórida.

 

A Global Affairs Canada confirmou nesta sexta-feira que os restos mortais foram encontrados no local, mas não forneceu mais detalhes para respeitar a privacidade dos envolvidos.

 

Há uma semana, o segundo corpo da segunda vítima canadense foi recuperado, porém, não foram identificados positivamente.

 

O primeiro canadense cujos restos mortais foram encontrados foi identificado como Ingrid “Itty” Ainsworth, de 66 anos, que morava em Montreal.

 

Acredita-se que um total de quatro canadenses morreram na tragédia.

 

O anúncio ocorre no momento em que os esforços para recuperar restos mortais estão chegando ao fim.

 

A polícia de Miami-Dade identificou mais seis vítimas do colapso do condomínio Surfside no mês passado na quinta-feira, o que significa que 92 dos 97 mortos confirmados foram identificados. As autoridades do condado contabilizaram pelo menos 240 pessoas conectadas ao prédio, com apenas algumas ainda classificadas como desaparecidas ou "potencialmente desaparecidas".

 

Um comunicado do condado na quinta-feira disse que a tarefa de identificar as vítimas se tornou cada vez mais difícil, dependendo muito do escritório do médico legista e do trabalho técnico e científico de especialistas. Mais de 26 milhões de libras (12 milhões de quilogramas) de entulho e concreto foram removidos enquanto o trabalho de recuperação continua.

 

O colapso levantou o alarme e focalizou o escrutínio em outros apartamentos mais antigos. Dois arranha-céus no condado de Miami-Dade foram evacuados por questões estruturais. Na quinta-feira, outro prédio, com três andares de apartamentos no noroeste de Miami-Dade, foi evacuado após um colapso parcial do telhado.

 

“Todos os residentes foram evacuados e RedCross está ajudando as famílias”, tuitou a prefeita de Miami-Dade, Daniella Levine Cava.

 

Imagens de helicópteros da WSVN mostraram que uma longa parte do telhado havia caído de um lado do complexo. O telhado não parecia ter desabado em nenhuma unidade. A porta-voz do resgate, Erika Benitez, confirmou que os danos se limitaram ao exterior do edifício.

 

A causa ainda não foi identificada para o colapso de Surfside, embora houvesse vários avisos anteriores de grandes danos estruturais no prédio de 40 anos.

 

Um juiz aprovou a venda da propriedade à beira-mar na quarta-feira, com a receita destinada a beneficiar as vítimas do desastre mortal. Em uma audiência, o juiz do circuito de Miami-Dade Michael Hanzman ordenou que o processo começasse a vender o terreno da Champlain Towers South, que pode render entre US $100 milhões e US $110 milhões, de acordo com os autos do tribunal.

 

O juiz também aprovou a devolução de US $2,4 milhões em depósitos que alguns proprietários de condomínios em Champlain fizeram para pagar US $15 milhões em grandes reparos planejados.

 

 

Coautoria: Viktória Matos

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
4.7%
7.6%