MENU

25/07/2021 às 10h19min - Atualizada em 25/07/2021 às 10h19min

Aeroporto Pearson de Toronto começa a separar chegadas com base no status de vacinação

Medida ajuda a organizar quem precisa de quarentena e quem não precisa

Redação North News
CTV News
THE CANADIAN PRESS/Nathan Denette

TORONTO - Os passageiros internacionais que chegarem ao Aeroporto Pearson de Toronto serão agora separados pelo status de vacinação antes de passar pela alfândega, confirmou o aeroporto no sábado.

 

"Os passageiros que entram no Canadá vindos dos EUA ou de outro destino internacional podem ser divididos em filas de vacinados e não / parcialmente vacinados antes de chegar à alfândega do Canadá", disse Beverly MacDonald, consultora sênior de comunicações em Toronto Pearson, ao CTV News Toronto no sábado,

 

O aeroporto disse que a decisão foi tomada para ajudar a agilizar a liberação na fronteira, uma vez que existem diferentes requisitos de entrada para viajantes vacinados e não vacinados ou parcialmente vacinados.

 

Atualmente, viajantes totalmente vacinados que entram no Canadá podem se qualificar para certas isenções de quarentena e requisitos de teste, enquanto viajantes não vacinados ou parcialmente vacinados não se qualificam para isenções de quarentena e requisitos de teste.

 

Em 9 de agosto, os cidadãos dos EUA totalmente vacinados estarão isentos dos requisitos de quarentena e teste, assim como seus colegas canadenses.

 

“Sabemos que a experiência de desembarque é diferente para os passageiros do que era em tempos pré-pandêmicos e agradecemos a paciência dos mesmos”, disse MacDonald.

 

Pearson não é o primeiro aeroporto canadense a implementar essa estratégia. O Aeroporto Internacional de Vancouver também começou a separar as chegadas por status de vacinação, instalando placas direcionando viajantes vacinados e não vacinados ou parcialmente vacinados em filas alfandegárias separadas.

 

Recentemente, o Premier Doug Ford de Ontário acabou com a ideia de “passaportes de vacina” - prova de vacinação que visa ajudar a agilizar as viagens internacionais.

 

“A resposta é não, não vamos fazer isso. Não teremos uma sociedade dividida ”, disse Ford a repórteres na semana passada.

 

No entanto, o Ontario COVID-19 Science Advisory Table emitiu um briefing de 21 páginas sobre o potencial de um programa de certificação de vacina provincial na quarta-feira  (21), alegando que um "poderia ser útil para reabrir ambientes de alto risco ... mais cedo".


Co-autora: Redação North News


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%