MENU

26/07/2021 às 08h55min - Atualizada em 26/07/2021 às 08h55min

Falta por doença em Ontário tem dado até três dias de dispensa remunerada para funcionários em decorrência do Covid-19

O programa, previsto para encerrar no final setembro deste ano, cobre até $ 200 por dia para cada trabalhador

Redação North News
Narcity
Sercon

O governo de Ontário implementou faltas por doença pagas para os trabalhadores afetados pelo COVID-19 no final de abril deste ano e, até agora, US $ 14,1 milhões em indenizações foram feitas.

 

As três principais cidades para lucrar com os dias de doença foram Mississauga, Toronto e Scarborough, e as indústrias líderes em reclamações até agora são manufatura, construção e varejo, de acordo com estatísticas do governo divulgadas em 16 de julho.

 

O programa está previsto para funcionar até 25 de setembro e permite que os trabalhadores tirem até três dias de licença remunerada por questões relacionadas ao COVID-19, como fazer um teste da doença, cuidar de parentes infectados, precisar se cuidar sozinho - isolado por causa do vírus e mais.

 

O governo de Ontário abona para que os empregadores paguem aos seus trabalhadores até $ 200 por dia durante até três dias por trabalhador, se elegível. Os empregadores podem solicitar reembolso por meio do Conselho de Segurança e Seguros do Trabalho.

 

De acordo com estatísticas fornecidas à Narcity pelo Ministro do Trabalho, Treinamento e Desenvolvimento de Habilidades em 22 de julho, 49.168 empregadores apresentaram pedidos de reembolso com um valor médio de US $ 154 por dia.

 

A maioria dos trabalhadores que utilizam o programa está levando em média 1,9 dias de licença médica remunerados. No entanto, o programa provou ser menos caro do que o esperado.

 

Os números originais previam que o programa custaria entre US $ 750 milhões e US $ 1,5 bilhão e, em 22 de julho - mais da metade do tempo em que o programa vai funcionar, ele registrou apenas US $ 14,1 milhões em indenizações.

 

O programa começou retroativamente em 19 de abril e vai até 25 de setembro, então ainda há tempo para o custo aumentar à medida que mais reclamações sejam feitas.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%