MENU

05/08/2021 às 17h28min - Atualizada em 05/08/2021 às 17h28min

Polícia investiga incêndio criminoso no memorial da escola residencial de Calgary

Vários objetos deixados como homenagem foram queimados e destruídos

Redação North News
CTV News
CTV News

CALGARY - A polícia de Calgary está investigando um incêndio criminoso ocorrido no memorial da escola residencial da Prefeitura na noite de terça-feira, 03.

 

Pouco antes das 23h30, os agentes de segurança da prefeitura notaram um homem na CCTV que parecia tentar incendiar o memorial antes de fugir.

 

Os oficiais de segurança conseguiram extinguir rapidamente o fogo, mas vários pares de sapatos e outros objetos foram gravemente danificados.

 

O memorial foi iniciado em junho como um tributo às vidas perdidas no sistema escolar residencial do Canadá, após a descoberta de 215 sepulturas não marcadas fora do local de uma antiga escola residencial em Kamloops, BC, e 751 sepulturas não marcadas fora de uma antiga escola residencial na Primeira Nação Cowessess em Saskatchewan.

 

Os investigadores divulgaram fotos do CCTV do suspeito na quarta-feira, 04. Ele é descrito como tendo cabelo curto, usando um boné de beisebol preto, mochila preta, calça jeans, sapatos de sola branca e uma camisa xadrez.

 

Os investigadores estão sendo auxiliados pela unidade de crimes de ódio e extremismo em um esforço para determinar a motivação por trás do incêndio.

 

Os investigadores da polícia dizem estar cientes das tensões na comunidade em torno das descobertas feitas em escolas residenciais e recentes incêndios criminosos e incidentes de vandalismo em várias igrejas.

 

Qualquer pessoa com informações sobre este caso deve entrar em contato com a polícia na linha não emergencial em 403-266-1234. Informantes anônimos podem entrar em contato com Crime Stoppers pelo telefone 1-800-222-8477, online ou usando o aplicativo P3 Tips disponível na Apple ou na Google Play Store.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%