MENU

24/09/2021 às 18h04min - Atualizada em 24/09/2021 às 18h04min

Relatório conclui que o governo Ford gasta bilhões a menos do que o prometido

O governante afirma que isso se dá porque os gastos não são computados em tempo real

Redação North News
680 News
THE CANADIAN PRESS/Frank Gunn
O governo Ford gastou US $ 5,6 bilhões menos do que o esperado no último ano fiscal encerrado em março, de acordo com números apresentados nas Contas Públicas 2020-21.
 
O governo afirma que isso ocorre porque “a terceira onda de COVID-19 atingiu o pico mais tarde do que o previsto”.
 
A província diz que um grande número de hospitais terminou o ano com dinheiro excedente. No setor de educação, o governo gastou US $ 900 milhões a menos do que disse que gastaria no orçamento de 2020.
 
Os gastos do governo têm estado em destaque desde que o Financial Accountability Office (FAO) relatou recentemente que “a província não gastou nenhum dos $ 2,7 bilhões do pagamento de transferência de resposta ao COVID-19” no trimestre fiscal de abril a junho de 2021.
 
Os maiores aumentos orçamentários foram de $ 202 milhões para o programa de transferência de pagamento “COVID-19 Worker Income Protection Benefit” de Ontário e $ 235 milhões para o programa de subsídios de abatimento de imposto de propriedade e energia.
 
Um porta-voz do Premier disse que o relatório da FAO “não é indicativo de gastos reais do governo”.
 
“Os gastos do governo não são registrados em tempo real”, disse a diretora executiva de Relações com a Mídia de Doug Ford, Ivana Yelich.
 
“O fundo de resposta do COVID-19 está sendo gasto em coisas como testes de laboratório e continuará a ser gasto ao longo do ano fiscal de 2021-22.”
 
Ainda assim, as despesas totais do programa em 2020-21 foram de US $ 169 bilhões - um aumento de US $ 16,7 bilhões em comparação com 2019-20. O governo diz que é o maior aumento em dólares em gastos com programas já registrado em relação ao ano anterior.
 
As Contas Públicas relatam um déficit de US $ 16,4 bilhões para 2020-21 - US $ 22,1 bilhões abaixo da projeção orçamentária para 2020. Essa variação, diz o governo, foi motivada "em parte por empresas e receitas de imposto de renda de pessoa física acima do previsto, o que não tem precedentes em comparação com outras crises importantes".


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.2%
7.6%