MENU

04/10/2021 às 10h12min - Atualizada em 04/10/2021 às 10h12min

Exclusivo: Toronto exibiu a primeira instalação em NFT de arte pública

A obra visa trazer uma experiência meditativa para os expectadores

Austin Andru
Austin Andru

Um mural de video e som medindo 30 metros de largura tornou-se a primeira instalação de arte pública NFT (tokens não fungíveis) na história, vendida por 113 mil dólares no leilão da Sotheby's em 30 de setembro. Um NFT autêntico um produto digital. Geralmente um ativo digital, como um vídeo ou uma imagem. 

 

Como parte do projeto "Awakening" do Museu de História de Toronto, a apresentação Continuum é a maior instalação de som e luz exibida em Fort York, lugar histórico pela artista contemporânea de Toronto, Krista Kim, em colaboração com o artista audiovisual Efren Mur, que visa trazer uma experiência meditativa com luz e som para simbolizar um futuro mais brilhante.

 

"Eu quero que as pessoas abram seus corações e respirem", disse Kim. "Para mim, como artista digital, sempre me interessei em como a tecnologia digital afeta nossa saúde mental, e vejo a tela como um meio de distração no qual somos bombardeados por milhares de informações e mensagens, e isso não nos dá muito tempo para pensar por nós mesmos."

 

A pandemia têm impactado na saúde e bem-estar, afetando principalmente a saúde mental de jovens adultos. Os jovens estigmatizados por causa da raça ou orientação sexual também experimentaram maior solidão e menor acesso a lugares diversos, de acordo com um relatório publicado pelo Centro de Controle de Doenças da BC em julho de 2021.   

 

Kim acredita ser saudável as pessoas praticarem o autocuidado na era digital, especialmente os jovens. De acordo com uma pesquisa de 2018, apesar de estar constantemente conectado com mídias sociais, a Geração Z é a mais solitária.

 

"Eu sou defensora da saúde mental, da meditação e da antiga tradição do zen a ser levada para o século XXI, e na linguagem digital", disse Kim, que espera que projetos como esses juntem as pessoas.

 

Kim diz estar profundamente traumatizada com a descoberta das sepulturas não marcadas nas escolas residenciais do Canadá. "Eu realmente queria criar um espaço para todos nós nos curarmos disso.”

 

Jon Elliot da Mohawk Nation trabalhou com Kim para incorporar cores dominantes dos cintos Wampum, cintos especiais usados pelos povos indígenas para cerimônia e diplomacia. [...]

Para conferir o restante da matéria, adquira uma versão impressa do jornal North News ou aguarde pelo pdf.


Autor: Jornalista Austin Andru


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.2%
7.6%