MENU

07/10/2021 às 15h51min - Atualizada em 07/10/2021 às 15h51min

Nenhuma isenção religiosa será aceita para a vacinação obrigatória dos profissionais de saúde de Quebec

A província está indo contra a decisão do governo federal

Redação North News
CTV News
THE CANADIAN PRESS/Jacques Boissinot

Não haverá isenções por motivos religiosos para os profissionais de saúde em Quebec, que deverão estar totalmente vacinados até 15 de outubro.

 

O ministro da Saúde, Christian Dube, fez a declaração em uma entrevista coletiva nesta quinta-feira, 07, que Quebec não seguiria a isenção do governo federal por motivos religiosos para os funcionários públicos.

 

"É uma questão de saúde, não de religião", disse ele. "Não entendo a posição federal. Essa é a escolha deles. Para nós, não haverá uma exceção."

 

No total, o ministério da saúde disse que 27.051 trabalhadores não estão adequadamente vacinados contra o COVID-19 e 15.607 não receberam nenhuma dose da vacina contra o COVID-19.

 

Dube disse que cerca de metade das pessoas que receberam uma dose estão em contato direto com os pacientes.

 

Dube também disse que mais de 1.000 enfermeiras foram contratadas, com quase 2.000 candidatos em potencial ainda sendo entrevistados.

 

"Os reforços estão chegando", disse Dube na entrevista. Ele afirma que foram 1.007 contratados e 1.900 em negociações.

 

"Estou vendo isso como uma notícia muito boa", disse ele. "Dá para ver nos olhos das enfermeiras que agora elas têm ajuda."

 

A meta é contratar 4.000 enfermeiros para suprir a carência.

 

Quebec está oferecendo bônus de $ 12.000 a $ 18.000, num total de até $ 1 bilhão, para trazer pelo menos 4.000 enfermeiras de volta à rede pública de saúde nos próximos meses.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.2%
7.6%