MENU

22/10/2021 às 15h46min - Atualizada em 22/10/2021 às 15h46min

Pessoas com reação alérgica à vacina contra o COVID-19 ainda podem receber a segunda dose

Pessoas que tiveram uma reação alérgica forte à vacina não apresentam uma reação muito forte à segunda dose

Redação North News
City News
City News

O comitê consultivo de vacinas do Canadá diz que é possível administrar com segurança uma segunda dose da vacina contra o COVID-19 para pessoas que experimentaram reações alérgicas graves à primeira injeção.

 

O Comitê Consultivo Nacional de Imunização afirma que houve casos de reações anafiláticas graves a vacinas de mRNA documentadas no Canadá após a primeira dose.

 

Estudos mostram que a reação frequentemente não se repete com a segunda dose e a segunda dose foi tolerada sem reações ou apenas reações moderadas.

 

O comitê incentiva as pessoas que tiveram uma reação alérgica a uma vacina de mRNA - aquelas produzidas pela Pfizer-BioNTech e Moderna - a procurar um alergista antes de buscar a próxima dose.

 

O comitê também divulgou um novo conselho sobre esperar mais por uma segunda dose, sugerindo que um intervalo maior entre as doses é mais eficaz.

 

O NACI agora sugere esperar oito semanas entre as vacinas de mRNA contra o COVID-19 e pelo menos oito semanas entre as vacinas de AstraZeneca.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
5.1%
7.3%