MENU

30/10/2021 às 08h54min - Atualizada em 30/10/2021 às 08h54min

Bancos de alimentos canadenses enfrentando demanda não vista desde a recessão de 2008

Número de pessoas que usam banco de alimentos dobrou em algumas províncias

Redação North News
CTV News
THE CANADIAN PRESS/Paul Chiasson

Um novo relatório divulgado pelo Food Banks Canada revela que as visitas aos bancos de alimentos em todo o país aumentaram 20% desde 2019, um nível de demanda não visto desde a recessão de 2008.

 

Publicado na quarta-feira, 27, o relatório é baseado em uma pesquisa envolvendo mais de 4.750 bancos de alimentos e organizações comunitárias em todo o país. Intitulado HungerCount 2021, ele lança uma luz sobre a crescente demanda por serviços de bancos de alimentos em todo o Canadá.

 

Kirstin Beardsley, diretora de serviços de rede do Food Banks Canada, observa que, embora o uso de bancos de alimentos fosse alto no Canadá antes da pandemia, as condições atuais estão criando a “tempestade perfeita” para um número cada vez maior de visitas a bancos de alimentos em todo o país.

 

“Você tem altos custos de moradia, altos custos de alimentos e agora perdas de empregos relacionadas à pandemia e a recuperação de apoios do governo”, disse ela ao CTV News Channel na noite de quinta-feira, 28. “Estamos vendo que está tendo um efeito real no número de pessoas que precisam de nosso apoio.”

 

Embora a insegurança alimentar exista em comunidades em todo o Canadá, ela também é amplamente afetada por fatores regionais, como mercados de trabalho e custo de vida, explicou Beardsley. O relatório aponta províncias como Quebec, Alberta e Ontário experimentando os maiores aumentos de necessidades relacionadas à alimentação, de 38%, 29,6% e 23%, respectivamente.

 

“É impulsionado pelo aumento da perda de empregos”, disse Beardsley. “O maior número de centros urbanos nessas províncias teve um crescimento astronômico. Em alguns casos, os bancos de alimentos viram seu número de clientes dobrar desde antes da pandemia.”

 

O relatório também descobriu que um terço dos clientes são crianças, apesar de representarem apenas 19% da população. 1,3 milhão de canadenses visitaram bancos de alimentos somente em março deste ano.

 

Entre as principais recomendações de política do relatório está a introdução de um programa nacional de apoio ao aluguel para ajudar os canadenses que lutam para pagar o aluguel ou colocar comida na mesa. De acordo com o Food Banks Canada, pouco menos de 70% de todos os clientes de bancos de alimentos em 2021 viviam em residências privadas no mercado de aluguel. Além disso, a grande maioria gasta a maior parte de sua renda com aluguel e serviços públicos, deixando pouco para cobrir o custo dos alimentos.

 

“Quando você tem pessoas de baixa renda que estão pagando acima de 50% - e nas faixas de renda mais baixas, é na verdade mais de 70, 80, 90% de sua renda mensal destinada ao aluguel - é uma situação insustentável”, Disse Beardsley.

 

Ao fornecer suporte para ajudar os clientes a pagar o aluguel, isso os deixará com mais dinheiro para gastar em comida, disse Beardsley.

 

“A insegurança alimentar no Canadá é realmente uma questão relacionada à baixa renda e à pobreza”, disse ela. “É por isso que as pessoas vão ao banco de alimentos. Não se trata muito de comida.”


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
5.1%
7.3%