MENU

02/11/2021 às 12h23min - Atualizada em 02/11/2021 às 12h23min

Polícia tenta identificar homem após uma jovem ser supostamente presa em Brampton e levado a Toronto para agressão sexual

Investigadores pedem, caso haja outras vítimas, que elas se apresentem e contem suas histórias

Redação North News
CP24
Handout /Toronto police

A polícia de Toronto divulgou a foto de uma pessoa que está tentando identificar em conexão com uma alegada agressão sexual em fevereiro.

 

De acordo com a polícia, um homem enviou um veículo e motorista desconhecidos para buscar uma mulher de 18 anos em sua casa na área de Williams Parkway e James Potter Road em Brampton em 15 de fevereiro.

 

Ela foi presa e levada a um local não revelado em Toronto, onde foi abusada sexualmente por um homem, disse a polícia.

 

De acordo com os investigadores, o homem disse à mulher que “ele deseja sexualmente meninas de 13 anos”.

 

“Estamos trabalhando neste caso há alguns meses”, o oficial David Hopkinson disse ao CP24 na segunda-feira, 01. “Temos uma foto que estamos divulgando, uma pessoa que acreditamos ser responsável, e estamos pedindo a ajuda do público para tentar identificá-la.”

 

O homem é descrito como tendo cerca de 30 anos, cerca de um 1, 70m, cabelo preto curto, olhos castanhos e sotaque.

 

Hopkinson disse que não está claro se a mulher foi transportada por um veículo compartilhado ou por um táxi, ou um veículo se passando por um dos dois.

 

“Não foi ela quem ligou. Outro homem ligou para pegar esta jovem. Ela foi presa em Brampton e levada para algum lugar na cidade de Toronto, onde foi abusada sexualmente e agora estamos investigando”, disse o oficial.

 

Embora a localização exata do alegado ataque não seja conhecida, Hopkinson disse que pode ter ocorrido no veículo.

 

A polícia não informou se o homem que ligou para o veículo conhecia a mulher.

 

A polícia disse estar preocupada com a possibilidade de haver mais vítimas e está pedindo a qualquer pessoa com mais informações que se apresente.

 

“Se isso aconteceu com outra pessoa, adoraríamos que essas pessoas viessem e nos contassem sua experiência - não apenas para a parte investigativa - mas para que também possam obter ajuda”, disse Hopkinson. “Temos recursos que podemos oferecer às pessoas para ajudar a lidar com esses tipos de incidentes.”


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
5.1%
7.3%